A página inicial está de cara nova Experimentar close button

WikiLeaks sofre ataque após realizar novo vazamento

Site da organização liderada por Julian Assange ficou indisponível por cerca de três horas

São Paulo -- O WikiLeaks anunciou na madrugada desta quarta-feira, em sua conta no Twitter, que seu site foi vítima de um ataque virtual que dificultou o acesso ao endereço. A ação aconteceu depois que o site vazou mais documentos sigilosos do governo americano.

O problema foi resolvido cerca de três horas depois, segundo tweet da organização: "WikiLeaks está de volta. Boa tentativa", dizia a mensagem, provocando os autores da invasão.

Nos últimos dias, o site divulgou cerca de 104.000 documentos provenientes da diplomacia americana. Ao contrário do que ocorreu nos episódios anteriores, desta vez, o WikiLeaks revelou a identidade de fontes dos documentos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também