Twitter admite ter verificado contas falsas acidentalmente

Erro sugere que processo de verificação da rede social não detecta todas as contas inautênticas; empresa já suspendeu usuários falsos

Semanas após relançar seu programa de verificação, o Twitter teve que suspender contas falsas que havia dado o selo azul por engano.

A acusação surgiu após um fio de tuítes ser publicado pelo cientista de dados Conspirador Norteño, nome registrado em sua conta.

O usuário identificou seis contas verificadas que haviam sido criadas um mês atrás, em 16 de junho. Nenhuma delas havia feito um tuíte.

Investigando os seguidores, Norteño acredita que as contas fazem parte de uma botnet, rede de dispositivos que executam um ou mais robôs (como contas falsas, por exemplo) simultaneamente.

Norteño afirmou que a botnet deve ter por volta de 1.212 contas falsas e que 976 delas, criadas entre 19 e 20 de junho, seguem as 6 contas verificadas e outras 184.

A rede de bots também usa uma técnica de inteligência artificial (IA) chamada GAN, que cria fotos falsas para ícones de perfil.

O site "This Person Does Not Exist" ("essa pessoa não existe", em português) é um exemplo da IA: toda vez que alguém entra no site, a GAN gera a foto de uma pessoa que parece real, mas foi completamente inventada pela tecnologia.

De acordo com o cientista de dados, a botnet utilizou 160 fotos de rostos de mulheres, 169 gatos e 183 desenhos animê. Os dois primeiros são gerados pela GAN e falsos.

Questionado pelo site de notícias Daily Dot, o Twitter afirmou ter aprovado por engano as contas falsas. “Agora suspendemos permanentemente as contas em questão e removemos seus selos de verificação, de acordo com nossa política da plataforma”, disse.

O incidente gera dúvidas sobre o processo de verificação da plataforma e como as contas falsas conseguiram ser aprovadas em primeiro lugar.

Semanas atrás, ao reabrir o formulário, a empresa afirmou em uma publicação no blog oficial"Disponibilizar o processo de aplicação hoje marca o próximo passo de nossos planos de dar mais transparência, credibilidade e claridade à verificação do Twitter."

De acordo com o Twitter, é preciso estar enquadrado em uma das seis categorias para ser verificado: governo; companhias, marcas e organizações; organizações de notícias e jornalistas; entretenimento; esportes e gaming; ativistas e outros indivíduos influentes.

Ainda é necessário ter tido algum tipo de atividade nos últimos 6 meses e dados completos, como nome de perfil, imagem, e-mail ou número de telefone confirmado. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também