Turquia retira censura contra YouTube

Após dois meses de proibição, as autoridades turcas retiraram o bloqueio imposto ao YouTube

Istambul - As autoridades da Turquia retiraram nesta terça-feira o bloqueio imposto desde março ao YouTube, após o Tribunal Constitucional considerar a restrição ao seu uso ilegal.

Após analisar uma queixa do Colegiado de Advogados da Turquia, os juízes decidiram na semana passada que o bloqueio ao canal de vídeos viola a liberdade de expressão e os direitos individuais, e transferiu a sentença para o Ministério de Comunicação.

Hoje, o informe que explicava sobre o fechamento do YouTube desapareceu do site da Autoridade de Telecomunicações e o canal de vídeos já podia ser acessado normalmente, como comprovou a Agência Efe em Istambul.

O órgão tinha bloqueado o acesso ao YouTube em março, gesto que a oposição atribuiu ao uso do canal de vídeos para se divulgar críticas e imagens comprometedoras contra o primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan.

O gabinete do primeiro-ministro explicou então em uma nota que a medida era necessária para se evitar a espionagem.

Pouco antes do bloqueio, tinha sido divulgado no portal uma gravação de uma conversa entre militares e funcionários das Relações Exteriores e dos serviços secretos que supostamente debatiam sobre diferentes cenários armados no norte da Síria.

O Tribunal Constitucional ordenou no início de abril a retirada do embargo ao Twitter, também fechado semanas antes, mas a batalha pela reabertura de YouTube se prolongou em várias instâncias judiciais inferiores, até chegar à máxima corte do país.

Grande parte dos turcos seguiram acessando o YouTube graças ao uso de ferramentas para driblar a proibição, da mesma forma que fizeram entre 2007 e 2010, época na qual o portal também esteve bloqueado.

Nesta época, o motivo para a censura foi a divulgação de vídeos que insultariam o fundador da Turquia moderna, Mustafa Kemal Atatürk.

*Atualizada às 12h06 do dia 03/06/2014

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.