Senadores receiam por privacidade no Facebook

Na semana passada, a rede lançou uma série de novos recursos, inclusive a habilidade para outros sites incorporarem dados do site

Washington, EUA - Quatro senadores americanos expressaram preocupação, nesta terça-feira, com as mudanças recentes no site de relacionamentos Facebook, que, segundo eles, comprometem a privacidade de seus mais de 400 milhões de usuários.

Em uma carta endereçada ao co-fundador e chefe executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, os senadores afirmaram estar preocupados com a disponibilização de dados pessoais dos usuários a sites terceiros.

Eles também afirmaram que o Facebook deveria tornar o compartilhamento de informações pessoais um procedimento opcional, no qual o usuário desse sua permissão especificamente para que seus dados sejam partilhados.

"Embora estejamos satisfeitos de que o Facebook permita aos usuários descartar a opção de partilha de dados privados, muitos usuários não conhecem esta opção e, além do mais, acham (o procedimento) complicado e difícil de navegar", argumentaram os senadores.

"O Facebook deveria oferecer aos usuários a habilidade de optar por compartilhar esta informação, ao invés de descartá-la, e deveria tornar o processo para fazê-lo mais claro e coerente", acrescentaram.

"Fornecer mecanismos opcionais para a partilha de informações ao invés de esperar que os usuários passem por complicados e demorados processos de descarte (desta opção) é um passo crítico para se manter a clareza e a transparência", disseram.

A carta foi assinada pelos senadores democratas Charles Schumer, de Nova York; Al Franken, de Minnesota; Michael Bennet, do Colorado, e Mark Begich, do Alasca.

Na semana passada, Zuckerberg lançou uma série de novos recursos do Facebook, inclusive a habilidade para outros sites incorporarem dados do site, uma mudança que no futuro expandirá a presença da rede social na internet.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.