Tecnologia
Acompanhe:

Pioneiro das bases de dados e da 'big data' vence o 'Nobel da computação'

Michael Stonebraker desenvolveu sistemas fundamentais como o Ingres e o Postgres

 (Wikimedia Commons)

(Wikimedia Commons)

M
Marcus Vinícius Brasil

Publicado em 25 de março de 2015, 10h47.

O pesquisador americano Michael Stonebraker, do laboratório de ciência da computação e inteligência artificial do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, foi laureado com o prêmio Turing – conhecido como "Nobel da computação".

Stonebraker é reconhecido pelo trabalho pioneiro no desenvolvimento de tecnologias de bases de dados, essenciais para a evolução dessa indústria bilionária e para o surgimento do conceito de "big data". Entre seus sistemas mais conhecidos estão o Ingres e o Postgres, cujos conceitos e códigos serviram de alicerces para as atuais tecnologias de databases. 

No caso do Postgres, por exemplo, Stonebraker já utilizava o conceito de programação orientada a objetos para solucionar problemas de engenharia como a necessidade de manipular tipos complexos de dados. 

"Mike tem sido pioneiro no campo de bases de dados ao perguntar questões essenciais sobre como nós coletamos, organizamos e acessamos informações em nossas vidas", diz Daniela Rus, colega do pesquisador no laboratório de ciência da computação e inteligência artificial do MIT. 

Fora da área acadêmica, Stonebraker também prosperou. Como empreendedor, ele lançou diversas empresas de sucesso, incluindo a Vertica, vendida para a Hewlett-Packard em 2011 por 340 milhões de dólares. 

O pesquisador contribuiu ainda para o movimento de código aberto, compartilhando a fonte de boa parte de seu trabalho em bases de dados, em uma época em que não havia GitHub ou grandes iniciativas nesse sentido. 

Oferecido pela Association for Computing Machinery, o prêmio Turing inclui uma recompensa de 1 milhão de dólares financiada pelo Google. 

Fonte: MIT