EUA planejam construir supercomputador mais rápido do mundo até 2025

O governo americano quer criar, nos próximos dez anos, um computador de exoescala

O presidente dos Estados Unidos editou nesta quarta-feira (29) uma ordem executiva que cria a Iniciativa Estratégica Nacional de Computação, um órgão do governo americano que terá como missão garantir que o país esteja sempre na vanguarda da supercomputação.

O documento assinado por Barack Obama exige que áreas como medicina, ciência do clima e engenharia aeroespacial sejam as beneficiárias do poder da máquina. E, principalmente, a nova iniciativa deve criar, nos próximos dez anos, um computador de exoescala, capaz de realizar 10ˆ18 operações por segundo.

Tudo indica que o anúncio é uma resposta à China, que está ganhando terreno no campo dos supercomputadores. No começo do mês, uma organização que ranqueia essas supermáquinas por desempenho anunciou que o chinês Tianhe-2, com 33,86 petaflops, é o computador mais rápido do planeta. A máquina proposta por Obama seria 30 vezes mais rápida.

Atualmente, a IBM desenvolve dois supercomputadores que podem devolver a primeira posição da lista aos americanos: o Twin e o Summit foram uma encomenda do departamento de Energia dos Estados Unidos, e devem ter capacidade de 100 petaflops quando ficarem prontos, em 2017.

Mas quebrar a barreira do exoflop (equivalente a mil petaflops) é bem mais complexo do que fazer um simples upgrade na máquina. Com a tecnologia disponível atualmente, um computador com essa capacidade precisaria gastar toda a energia de uma usina elétrica para funcionar. Além disso, nenhuma aplicação existente conseguiria usar o poder de processamento pleno desse supercomputador.

A esperança dos pesquisadores é que a arquitetura de hardware e software evolua nas próximas décadas, para que o computador de exoflop dos Estados Unidos não seja um imenso desperdício de tempo e dinheiro.

Fonte: Casa Branca

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também