Nota ruim para o motorista do Uber? Será preciso explicar por que

Uber aplica mudanças nas avaliações de motoristas dos EUA e Canadá. Será mais difícil dar notas baixas aos profissionais

São Paulo – A Uber anunciou algumas mudanças importantes no sistema de notas dadas por passageiros para motoristas. Esse ajuste tem como objetivo desassociar eventuais problemas não relacionados ao motorista à nota dada a ele.

O site EXAME consultou a Uber Brasil para saber se as alterações se aplicariam também em território nacional. Inicialmente, porém, as mudanças chegam apenas para motoristas dos EUA e do Canadá.

A mudança, ao mesmo tempo, atende a uma das principais reclamações de motoristas. Passageiros que derem menos de 4 estrelas ao seu motorista terão de explicar por que estão dando uma nota baixa.

Algo que a empresa tenta corrigir é a subjetividade das notas. Agora, abaixo das estrelas, mensagens são exibidas, tentando padronizar as opiniões dos passageiros.

Uma imagem de divulgação mostra que as 4 estrelas contam com uma frase: “Ok, mas teve um problema”. Abaixo, o usuário deve selecionar um problema. Entre eles estão navegação, rota, preço, entre outras coisas. Notas menores exigem a seleção de um maior número de problemas.

No texto de divulgação da notícia, a empresa afirma que quer, com as alterações, “deixar as avaliações mais claras e equilibradas em todas as viagens”. Além disso, a ideia é “dar aos motoristas mais proteção e feedback quando eles precisarem”.

180 dias

O ajuste nas avaliações faz parte de um programa de 180 dias lançado pela Uber em junho, chamado “180 dias de Mudança”. Nesse período, a Uber tem trabalhado em soluções que deixem a experiência de trabalho dos motoristas mais positiva.

O programa veio após um momento bastante atribulado para a empresa, com denúncias de assédio dentro da companhia, troca de CEO, entre outras questões.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.