Future of Money

NFT de bandeira ucraniana arrecada US$ 6,75 mi para ajudar o país

O leilão do token foi uma ideia de um dos membros do grupo ativista russo Pussy Riot

 (Imagem/Reprodução)

(Imagem/Reprodução)

A organização que doa suprimentos para civis e militares ucraniano Come Back Alive encontrou uma forma para angariar fundos, nos termos dos cripto entusiastas, bem disruptiva.

Com o leilão de um NFT (token não fungível) da bandeira da Ucrânia, o grupo arrecadou 2.258 ETH (cerca de US$ 6,7 milhões ou R$ 34,1 milhões) na quarta-feira, 2.

A venda aconteceu a partir de um esforço de crowdfunding apoiado por Nadya Tolokonnikova, membro do grupo ativista russo Pussy Riot, em conjunto com o estúdio de NFT Trippy Labs. 

A arrecadação dos recursos acontece poucos dias depois do governo da Ucrânia anunciar, via Twitter, que está aceitando doações de criptomoedas.

As moedas digitais têm emergido como uma importante fonte de apoio financeiro ao país, à medida que a Rússia aumenta seus ataques a cidades importantes. 

Segundo a empresa de análise de blockchain Elliptic, mais de 72 mil transações aos ucranianos, no valor de cerca de US$ 47 milhões, foram registrados até essa quarta-feira.

Acompanhe tudo sobre:EXAME-no-InstagramGuerrasNFTsUcrânia

Mais de Future of Money

Apagão cibernético afetou 8,5 milhões de computadores da Microsoft

Segurança, nuvem e IA generativa de mãos dadas no mercado financeiro

Ciclo de alta das criptomoedas chega à segunda fase: o que esperar?

Bancos gastam 25 vezes mais que fintechs com segurança digital, mas perdem 5 vezes mais em fraudes

Mais na Exame