Netflix bloqueia usuários que burlam restrição geográfica

De acordo com site, o Netflix está bloqueando assinantes que acessam o serviço utilizando VPN e outras ferramentas para burlar a restrição geográfica

O Netflix passou a bloquear assinantes que acessam o serviço utilizando VPN (que altera o endereço de IP) e outras ferramentas que burlam as restrições geográficas. 

As mudanças, que também podem afetar usuários que acessam de forma normal o serviço, foram pedidas por estúdios de cinema que querem controle total sobre o que as pessoas podem ver em seus respectivos países. As informações são do site TorrentFreak.

Devido a acordos e licenças, o Netflix é disponível apenas em algumas dezenas de países, todos eles com diferentes conteúdos em suas bibliotecas de filmes e séries.

Algumas pessoas enganam as restrições de conteúdo e acesso ao usar VPNs ou outras ferramentas que alteram sua localização geográfica. Isso possibilita que pessoas do mundo todo acessem a versão americana do Netflix, por exemplo.

Os estúdios de cinema não estão satisfeitos com esses assinantes, já que eles violam seus acordos de licenciamento. Eles são chamados de “piratas do VPN” por essas empresas de entretenimento, que alegam que esses usuários prejudicam seus negócios.

Nas últimas semanas, o Netflix começou a agir contra pessoas que usam ferramentas para burlar a restrição geográfica. O aplicativo de Android começou a forçar o uso do Google DNS, tornando mais difícil usar desbloqueadores DNS baseados na localização. Vários outros serviços de VPN também foram alvo das medidas do serviço de streaming.

Até agora, as ações se limitaram a alguns casos, então nem todos os usuários de VPN tiveram problemas. O TorGuard, um desses serviços, porém, já verificou um crescimento de problemas com seus usuários a partir de dezembro.

O Netflix estaria testando vários métodos de bloqueio. Além de forçar o uso do DNS do Google, o serviço também verifica o fuso horário da localização do usuário por meio do browser e então o compara à hora de seu endereço de IP.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também