Motorola faz frente ao iPhone com celular que promete 30 horas de bateria

O smartphone chamado Motorola Edge 20 Pro vem com carregador na caixa e oferece até nove horas de autonomia ao passar apenas 10 minutos carregando
Motorola: empresa voltou ao segmento do iPhone com o Motorola Edge, lançado em 2020. Agora, companhia reforça presença no mercado topo de linha (Omar Marques/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)
Motorola: empresa voltou ao segmento do iPhone com o Motorola Edge, lançado em 2020. Agora, companhia reforça presença no mercado topo de linha (Omar Marques/SOPA Images/LightRocket/Getty Images)
L
Lucas AgrelaPublicado em 29/07/2021 às 11:00.

Quem conhece a linha Moto G sabe que a Motorola é conhecida por levar recursos avançados a gamas de preços mais acessíveis. Com essa estratégia, a empresa conseguiu recuperar sua lucratividade depois de um jejum de quase dez anos e entrou em uma nova fase de expansão ao entrar novamente no páreo contra o iPhone, da Apple, e o Galaxy S, da Samsung. Agora, a Motorola amplia sua presença no segmento de smartphones topo de linha com três novos aparelhos da linha chamada Edge 20.

O Motorola Edge 20 Pro chega ao mercado global com a promessa de oferecer até 30 horas de autonomia de bateria com apenas uma carga. Diferentemente dos rivais, o aparelho mantém o carregador na caixa e pode dar nove horas de autonomia de uso após passar apenas 10 minutos carregando na tomada. 

O conjunto de componentes coloca o produto no segmento premium do mercado. O aparelho tem tela de 6,7 polegadas, processador Snapdragon 870 octa-core, 256 GB de memória e 12 GB de RAM. Seguindo a tendência do setor, a tela tem taxa de atualização de imagem até 144 Hz para dar mais suavidade a transições entre apps e cenas de ação. Na câmera principal, o Edge 20 Pro tem uma tecnologia chamada Ultra Pixel, que promete oferecer até 9 vezes mais sensibilidade à luz nas fotografias feitas sob baixa luminosidade. O produto tem ainda câmera com zoom de até 50X e lente ultra-wide.

O segundo aparelho da Motorola é o Edge 20, a versão intermediária da família topo de linha da marca. Ele tem tela de 6,7 polegadas com 144 Hz, bateria de 4.000 mAh, processador Snapdragon 778G, 128 de memória e 8 GB de RAM. Nas câmeras, o aparelho tem sensor de 108 megapixels com a tecnologia Ultra Pixel, zoom de até 30x e lente macro.

O terceiro integrante do portfólio da fabricante americana é o Edge 20 Lite. O dispositivo usa processador da MediaTek, tem 6 GB de RAM, tela de 6,7 polegadas com 90 Hz, bateria de 5.00 mAh e câmeras de 108 megapixels com Ultra Pixel, ultra-wide e macro.

Os aparelhos, todos equipados com sistema Android, têm compatibilidade com a rede de internet 5G e ainda não têm previsão de chegar ao Brasil. No entanto, a Motorola informa que os produtos chegarão em breve ao país, que é um dos seus mercados mais importantes do mundo no quesito volume de vendas.

Celular que vira computador

Os novos aparelhos da linha Edge 20 da Motorola são compatíveis com a tecnologia chamada Ready For, que transforma celulares em computadores quando são conectados a um monitor via cabo HDMI. A tecnologia foi lançada no Moto G100 e agora ganha capacidade sem fio de transmissão da imagem para a tela. Essa novidade, entretanto, é compatível apenas com os modelos Pro e Edge 20.