Microsoft teria sido expulsa da CES, diz site

Segundo divulgado pela Microsoft e a organizadora do evento, a decisão de saída foi amigável e mútua. Mas há boatos de que ela foi, na verdade, forçada

São Paulo- A Microsoft não teria deixado de participar da CES –a Consumer Electronics Show- uma das maiores feiras de eletrônicos do mundo. Ela teria sido expulsa.

Segundo fontes internas da empresa contaram ao GigaOM, foi a Consumer Electronics Association, organizadora da CES, que eliminou o tradicional keynote da empresa . Na apresentação anual, comandada durante anos por Bill Gates e, mais recentemente, por Steve Ballmer, foram divulgadas várias novidades e produtos.

Ontem, no entanto, a Microsoft anunciou em seu blog que a edição de janeiro de 2012 será sua última participação no evento. A partir de agora a empresa fará suas próprias apresentações, como a Apple. O motivo alegado seria a periodicidade de lançamentos dos produtos da empresa, que não estaria alinhada à data da CES. Especialmente, o fato de o evento ocorrer logo depois da temporada de compras natalinas.

Segundo divulgado pela Microsoft e CEA, a decisão de saída foi amigável e mútua. Ainda assim, os boatos de que a saída foi, na verdade, forçada começaram a se espalhar.

Por outro lado, o site The Verge, que também ouviu fontes internas na Microsoft, disse que a saída foi mais amigável do que conturbada. Segundo a fonte, no ano passado, a CEA pediu à Microsoft que assinasse um contrato de participação no evento por mais três anos. O documento daria direito a fazer keynotes (espaço nobre) e a se apresentar. Vale lembrar que, independentemente de seu tamanho, todas as participantes do CES pagam à organizadora. A MS, no entanto, teria recusado essa oferta e aceitado renovar somente por mais um ano (2012).

Em paralelo, a CEA também estaria interessada em aumentar o valor de seu keynote principal, o que forçaria a Microsoft a desembolsar mais dinheiro para continuar sendo a principal atração da feira. Segundo o The Verge, portanto, a MS decidiu deixar o evento simplesmente por não considerar que o investimento financeiro trazia o retorno esperado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.