• AALR3 R$ 20,13 0.35
  • AAPL34 R$ 68,08 -2.60
  • ABCB4 R$ 17,09 2.89
  • ABEV3 R$ 14,07 -1.05
  • AERI3 R$ 3,74 -1.06
  • AESB3 R$ 10,69 0.09
  • AGRO3 R$ 31,00 1.24
  • ALPA4 R$ 20,91 -0.14
  • ALSO3 R$ 19,48 0.67
  • ALUP11 R$ 26,55 0.57
  • AMAR3 R$ 2,41 2.55
  • AMBP3 R$ 30,48 -2.28
  • AMER3 R$ 23,31 1.57
  • AMZO34 R$ 68,27 0.87
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.54
  • ARZZ3 R$ 80,74 -1.36
  • ASAI3 R$ 15,38 -0.13
  • AZUL4 R$ 21,10 -0.61
  • B3SA3 R$ 11,61 0.52
  • BBAS3 R$ 35,55 -1.00
  • AALR3 R$ 20,13 0.35
  • AAPL34 R$ 68,08 -2.60
  • ABCB4 R$ 17,09 2.89
  • ABEV3 R$ 14,07 -1.05
  • AERI3 R$ 3,74 -1.06
  • AESB3 R$ 10,69 0.09
  • AGRO3 R$ 31,00 1.24
  • ALPA4 R$ 20,91 -0.14
  • ALSO3 R$ 19,48 0.67
  • ALUP11 R$ 26,55 0.57
  • AMAR3 R$ 2,41 2.55
  • AMBP3 R$ 30,48 -2.28
  • AMER3 R$ 23,31 1.57
  • AMZO34 R$ 68,27 0.87
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.54
  • ARZZ3 R$ 80,74 -1.36
  • ASAI3 R$ 15,38 -0.13
  • AZUL4 R$ 21,10 -0.61
  • B3SA3 R$ 11,61 0.52
  • BBAS3 R$ 35,55 -1.00
Abra sua conta no BTG

Justiça dá razão a Nissim Ourfali em ação contra Google

Segundo Lauro Jardim, da Veja, a Justiça manifestou-se, nesta sexta-feira (26), em favor da família de Nissim Ourfali, exigindo que o Google tire o vídeo do ar
Nissim Ourfali, garoto de 13 anos que se tornou célebre na web após publicar um vídeo no YouTube (Reprodução)
Nissim Ourfali, garoto de 13 anos que se tornou célebre na web após publicar um vídeo no YouTube (Reprodução)
Por Da RedaçãoPublicado em 29/10/2012 08:22 | Última atualização em 29/10/2012 08:22Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo - A família do jovem Nissim Ourfali, garoto de 13 anos que se tornou célebre na web após publicar um vídeo no YouTube, obteve uma importante vitória na Justiça.

A família entrou com ação judicial contra o Google, empresa que controla o YouTube, exigindo que o vídeo em que Nissim aparece contando sua história pessoal e que se tornou um hit de sucesso, fosse retirado do ar. O Google argumenta que o YouTube é uma plataforma que exibe conteúdo postado pelos usuários.

Logo, não pode se responsabilizar se alguém postar novamente o vídeo de Nissim.

Originalmente, o vídeo foi postado pela própria família, para celebrar o bar mitzva do garoto. Depois, ao perceber a grande repercussão do vídeo, decidiu tirá-lo do ar. No entanto, como diversos outros internautas já tinham feito cópias e paródias do vídeo, ele pode ser encontrado facilmente no YouTube.

Segundo coluna de Lauro Jardim, da Veja.com, a Justiça manifestou-se na noite desta sexta-feira (26) em favor da família Ourfali, exigindo que o Google tire o vídeo do ar. O não cumprimento da decisão vai gerar uma multa diária de R$ 20 mil para o Google.

A assessoria do Google não pode ser contatada para comentar a informação. Os advogados que atendem Nissim explicam que a família não pede indenização para o Google, mas que apenas que o vídeo saia do ar.