Inteligência artificial leva menos de um segundo para resolver cubo mágico

Tecnologia testada mais de mil vezes e conseguiu resolver o desafio em 30
Cubo mágico: em média, as pessoas precisam de 50 movimentos para combinar corretamente as cores do brinquedo (Laszlo Balogh/Reuters)
Cubo mágico: em média, as pessoas precisam de 50 movimentos para combinar corretamente as cores do brinquedo (Laszlo Balogh/Reuters)
D
Da RedaçãoPublicado em 19/07/2019 às 09:35.

São Paulo – Desenvolvido na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, um algoritmo munido de inteligência artificial é capaz de resolver o enigma do cubo mágico muito mais rápido do que qualquer pessoa provavelmente conseguiria. Com mais de mil testes realizados, o DeepCubeA concluiu o desafio em menos de um segundo.

Nas avaliações, cujo o objetivo era resolver o desafio com menos de 30 movimentos, o algoritmo realizou o feito em tempo recorde em 60% das tentativas. Para fazer isso, a foi utilizada uma machine learning para que o algoritmo pudesse memorizar de forma autônoma mais de 10 bilhões de combinações para o cubo, conforme relatado pela BBC.

Enquanto a média de movimentos necessária para que a tecnologia termine o desafio foi de 28, uma pessoa comum precisa movimentar mais de 50 vezes o objeto para combinar as cores corretamente.

Vale lembrar, contudo, que essa não é a primeira vez que um computador tenta superar um humano neste desafio. O algoritmo min2phase, desenvolvido no Instituto de Tecnologia de Massachussetts, por exemplo, já provou ser capaz de combinar o cubo mágico até três vezes mais rápido do que seu rival digital.

A diferença, contudo, é que esse sistema não utiliza uma forma de inteligência artificial capaz de imitar a forma como um cérebro humano “funciona” e nem mesmo faz uso de conceitos de machine learning.