Tecnologia
Acompanhe:

Hackers atacam rede Tor e grupo Anonymous reage

Responsáveis pela rede identificaram o ataque e criaram cópias de segurança de diretórios

 (Divulgação)

(Divulgação)

L
Lucas Agrela

28 de dezembro de 2014, 21h20

Depois de supostamente promover ataques às redes dos consoles PlayStation e Xbox, os hackers do Lizard Squad fizeram um novo alvo nesta semana: a rede Tor, que permite navegação anônima na internet, bem como acesso à Deep Web

Os autointitulados hacktivistas do grupo Anonymous não foram favoráveisao ataque e publicaram mensagens no Twitter pedindo que o bombardeio de acessos simultâneos, que poderia tirar o Tor do ar, parasse.

“Não mexa com a rede Tor. As pessoas precisam desse serviço por causa dos governos corruptos, fiquem longe”, escreveu o grupo Anonymous em um de seus perfis no microblogue.

Segundo o The Verge, os responsáveis pelo Tor identificaram o ataque no começo da semana e criaram cópias de segurança para os diretórios para que a rede se mantivesse no ar. A técnica usada é a criação de relays maliciosos, o que pode permitir roubo de dados de usuários. Em certo momento durante o ataque, dos 10 mil relés, entre 3 mil e 6 mil eram do Lizard Squad.

Os responsáveis pela rede Tor informaram que o ataque não causou danos e os relays estão sendo removidos. Contudo, o Anonymous diz ter hackeado o e-mail de um dos integrantes do Lizard Squad, como forma de retaliação.