Google quer tornar pornografia infantil invisível na web

Empresas de tecnologia como Google, Microsoft, Facebook e Twitter começarão a tornar "invisíveis" na web imagens e vídeos que contenham pornografia infantil.

São Paulo - Empresas de tecnologia como Google, Microsoft, Facebook e Twitter começarão a tornar "invisíveis" na web imagens e vídeos que contenham pornografia infantil. O banco de dados que será usado pelas companhias conta com "marcas digitais" que caracterizam conteúdos com abuso de menores.

Criado pela instituição inglesa de caridade chamada Internet Watch Foundation, o banco de dados usa "inteligência para procurar conteúdos de abuso infantil" e impedir que eles sejam exibidos no navegador, de acordo com o Telegraph.

Google, Microsoft e Mozilla irão investigar a possibilidade de aplicar a tecnologia diretamente em navegadores, respectivamente, o Chrome, o Internet Explorer e o Firefox, enquanto as redes sociais devem incorporar o recurso em seus sites. Na ferramenta de buscas do Google, a tecnologia será usada em 40 idiomas.

"Essa é uma medida importante porque cada imagem ou vídeo contém uma criança real sendo abusada sexualmente e cada vez que alguém vê esse conteúdo a criança se torna vítima mais uma vez", disse Susie Hargreave, CEO da Internet Watch Foundation.

O sistema de detecção e bloqueio de acesso é similar ao que o Dropbox já utiliza para encontrar conteúdos protegidos por direitos autorais.

As medidas contra a proliferação da pornografia infantil foram anunciadas por David Cameron, primeiro ministro do Reino Unido, durante o fórum global "We Protect Children Online", "Nós protegemos as Crianças na Internet", em tradução livre. O evento contou com representantes de 50 países e 23 empresas de tecnologia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.