Como a Siri está ajudando a denunciar casos de violência policial

Atalho na assistente de voz da Apple gravem de forma discreta as abordagens policiais sofridas

Um atalho criado para facilitar a gravação de vídeos pela assistente de voz Siri, presente em dispositivos da Apple, está ajudando usuários a lidarem melhor com abordagens policiais nos Estados Unidos. O recurso permite que a inteligência artificial inicie gravações de vídeo mais rapidamente quando o usuário for abordado.

Criada ainda em 2018, a extensão ganhou mais atenção após a morte do americano George Floyd, estrangulado por um policial no fim de maio. Em entrevista realizada ainda naquele ano pelo Business Insider, o desenvolvedor Robert Petersen afirmou que o aplicativo funciona de forma semelhante às câmeras policiais acopladas em seus uniformes.

O atalho só funciona para interações em inglês com a assistente de voz. Após incluir o atalho no dispositivo, basta usar a frase “Hey, Siri, I’m getting pulled over”. Depois disso, o dispositivo irá realizar uma série de comandos que incluem o imediato início de uma gravação de vídeo e o envio de sua localização e do vídeo para um contato escolhido previamente.

Além disso, o comando também pode permitir que a assistente de voz salve os vídeos e fotos registradas na memória do aparelho ou em um serviço de nuvem. possível também solicitar diminuição automática do brilho da tela e o fechamento de aplicativos de mídia que estejam sendo executados naquele momento.

O recurso só funciona a partir da versão 12 do iOS, o sistema operacional utilizado no iPhone e é preciso realizar o download do aplicativo Shortcuts no dispositivo. O passo seguinte é visitar este site utilizando o navegador Safari (somente este), ativar a ferramenta nas configurações do aparelho e marcar a opção para permitir o uso de atalhos não verificados ou confiáveis.

Depois disso bastará utilizar o comando de voz. Nesta etapa, será preciso permitir que o programa acesse recursos como localização, agenda de contatos (necessária para enviar os vídeos para outra pessoa), o aplicativo de câmera (para iniciar as gravações) e a galeria e os serviços de nuvem em que o usuário deseja armazenar as mídias.

Android

Por enquanto ainda não existe uma função específica para o Google Assistente, o principal recurso de inteligência artificial presente no Android. O site The Verge, por sua vez, lembra que alguns aplicativos podem quebrar o galho para iniciar discretamente gravações de vídeo nos smartphones. Um deles é o Mobile Witness, disponível gratuitamente na Play Store.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.