Asus Transformer Book T100

O Asus Tranformer Book T100(TA) é um notebook híbrido. Ou seja, sua tela se separa do teclado e pode ser usada como um tablet. Com processador Intel Atom e 4 GB de memória RAM, o produto é ótimo para quem precisa de um computador portátil em diversas situações. Seu preço de 1 700 reais não […]
Por Da RedaçãoPublicado em 07/11/2014 17:55 | Última atualização em 07/11/2014 17:55Tempo de Leitura: 12 min de leitura
logo-infolab

O Asus Tranformer Book T100(TA) é um notebook híbrido. Ou seja, sua tela se separa do teclado e pode ser usada como um tablet. Com processador Intel Atom e 4 GB de memória RAM, o produto é ótimo para quem precisa de um computador portátil em diversas situações. Seu preço de 1 700 reais não é o mais baixo do mercado brasileiro nessa categoria, esse posto fica com a Positivo. Mas a configuração de hardware oferecida pela Asus é superior.

Um ponto que surpreende é a duração da bateria. O Transformer Book T100 é o campeão de duração de bateria entre os notebooks híbridos já testados pelo INFOlab. Também vence a duração da maioria dos tablets e smartphones já analisados Se a Asus acertou em cheio em um ponto foi exatamente nesse: a incrível duração de bateria do Transformer Book T100.

Design

O T100 tem formato comum de notebooks híbridos de pequeno porte. Sua construção não parece ser frágil nem de baixa qualidade, muito pelo contrário. O teclado segue o padrão ABNT2. Isso significa que há a tecla da letra "Ç" e a disposição dos acentos é a que você provavelmente está acostumado. O teclado é um tanto pequeno e requer um pouco de prática para digitar normalmente sem errar as teclas na hora de escrever — especialmente se você tiver o costume de digitar em alta velocidade. Os atalhos são os mais comuns: volume, brilho, rede Wi-Fi, mudo, etc. O teclado não é iluminado e essa característica faz falta para dar mais versatilidade de uso.

O grau de abertura para orientação da tela não é muito grande e ficamos com restrita visualização quando o tablet é utilizado acoplado ao teclado. Pelo peso do teclado somando ao do HD embutido, o gadget não se move, fica estático durante o uso, o que é ótimo, pois evita que o produto caia para trás, por acidente. Sim, há um HD no teclado. Portanto, o espaço para armazenamento é híbrido: há uma memória interna de 32 GB (SSD) e mais 500 GB disponíveis no teclado.

A tela do notebook híbrido da Asus tem 10.1 polegadas e resolução HD (1366 x 768p). Apesar de não ser a melhor do mercado, sua qualidade é razoável e está dentro da média da categoria. O trackpad, por outro lado, é pequeno e pode desagradar quem precisa usar constantemente o cursor. A dica é usar um mouse externo.

Há somente uma porta USB, o que obriga quem precisa usar mais de um periférico a utilizar um hub. Ao menos, o USB presente é 3.0. 

Como um tablet, o T100 se comporta bem. Ele é pesado, sim, para se comparado a um tablet comum. Com o teclado, o gadget pesa 1,17 kg e sem, 584 g. Mas é importante lembrar que o produto roda um sistema Windows 8.1 completo, nada de RT. Para isso, ele precisa de mais potência do que a média dos tablets. Considerando esse ponto, a crítica vai apenas para as bordas ao redor da tela, que são espessas o suficiente para serem medidas com mais de uma polegada.

Algo que faz falta para o momento de uso como tablet é uma câmera na parte traseira do gadget para o registro de momentos que sejam oportunos para o usuário, pois somente poderá registrar fotos via câmera frontal, voltada para vídeochamadas.

Configuração

A configuração do Transformer T100 não é topo de linha, mas dá conta de diversas atividades corriqueiras. Em suma, ele não pode lidar bem com games pesados da Steam, por exemplo, nem ser usado para editar vídeos profissionalmente. O aparelho é indicado para quem precisa de um computador portátil para trabalho, estudo ou entretenimento, como ver vídeos, acessar redes sociais, responder e-mails ou editar textos e planilhas.

O T100 tem processador Intel Atom Z3775 quad core com litografia de 22 nanômetros (lançado no começo de 2014), clock máximo de 2.39 GHz, 2 GB de memória RAM, 32 GB de armazenamento SSD no tablet, HD de 500 GB no teclado, Bluetooth 4.0, Wi-Fi padrão N e processador gráfico Intel HD Graphics Gen7. Fora isso, há suporte para cartão microSD de até 64 GB.

Confira a seguir os resultados de benchmark do produto.

3DMark (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
Transformer Book T100 18434
3DMark 06 (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
Transformer Book T100 2308
3D Mark 11 (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
Transformer Book T100 242
PCMark 7 (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
Transformer Book T100 2669
Geekbench (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
Transformer Book T100 2982

Bateria

A bateria do T100 é excelente para quem busca um notebook ou tablet independente da tomada. No modo tablet, o aparelhou aguentou por 11h41 de reprodução de vídeos. Conectado ao teclado, a bateria do aparelho durou 10h42. Já no teste com o software Battery Eater, a duração de bateria foi menor e atingiu 3h43.

Sistema

Foto por: Reprodução

Sobre o sistema, não há tanto a dizer, uma vez que a fabricante fez poucas alterações. Essencialmente, o Windows 8.1 32 bits lida bem com o hardware e não trava em situações corriqueiras. Vale notar que há alguns bônus de software, como espaço gratuito para armazenamento “ilimitado” na nuvem da Asus (de acordo com a empresa), além de uma licença de uso do Office 365, o pacote de programas online da Microsoft. Os serviços são gratuitos por 12 meses.

Há alguns programas pré-instalados, como Netflix, o mensageiro Line, o app de leitura de notícias FlipBoard, o app oficial do Twitter para Windows e editores de foto e vídeo com marca da própria Asus. Os dois últimos programas não oferecem recursos avançados o suficiente para substituir ferramentas popularmente usadas por editores de imagens, mas ajudam na hora de fazer uma montagem, clarear uma foto ou criar um vídeo sem muitos efeitos visuais.

Vale a pena?

O Asus Transformer T100 é um produto que vale a pena para quem precisa de duração de bateria acima de tudo. A relação custo-benefício do aparelho é boa para quem não quer um tablet ou notebook comum e é atraído pela combinação de tablet com teclado acoplado. O desempenho geral do produto é bom e não deve deixar na mão quem vai usá-lo para atividades corriqueiras ou até mesmo no trabalho.

Ficha técnica

Sistema operacional Windows 8.1 Pro (32 bits)
Chipset Intel Atom Bay Trail
Processador (SoC) Intel Atom Z3775 1,4 GHz (4 cores e 4 threads)
GPU (SoC) Intel HD Graphics
RAM 2GB
Armazenamento 32 GB SSD (20,90 GB livres) + 500 GB HD (465 GB livres)
Conexões miniHDMI, P2, Wi-Fi N, Bluetooth
Câmera 1.2 MP frontal (grava em 720p)
Peso 584 g (tablet), 1,17 kg (com teclado)
Bateria 11h41
Tela 10.1'' (HD)

Avaliação técnica

Prós Possui processador com Bay Trail, melhorando bateria e desempenho; portátil
Contras Não possui câmera traseira
Conclusão Notebook voltado para atividades cotidianas, seja trabalho, estudo ou entretenimento.
Configuração 8.8
Usabilidade 8.4
Bateria 9.8
Design 7,7
Média 8.6
Preço R$ 1 700