Assistente do Google chega ao iPhone--e aprende português

A empresa também anunciou durante o Google I/O que seu assistente pessoal ganhará um teclado e terá o poder de "ler" imagens

São Paulo – Siri que se prepare: o Google Assistente chegou ao iPhone. O anúncio foi feito hoje durante a conferência de desenvolvedores da empresa, a Google I/O.

O assistente pessoal funcionará como um aplicativo separado da pesquisa do Google no iOS. O objetivo é segmentar as tarefas do usuário vinculadas às suas preferências pessoais. No entanto, ele só poderá realizar pequenas tarefas no iPhone, como enviar mensagens no iMessage e reproduzir músicas no Spotify. Isso se deve às restrições de API, segundo o Google.

Diferentemente da Siri, será necessário usar o widget do app para ter rápido acesso. Ainda por conta de restrições do iOS, o usuário não pode mudar o atalho do botão inicial da Siri para o Google Assistente.

Outra novidade relacionada ao assistente é que ele está falando português. O Google não deu uma data exata de quando o Assistente terá suporte para o português brasileiro, apenas que será “logo”-- vale lembrar que dentro do Allo, app de mensagens, ele já fala o português brasileiro.

A companhia também não especificou quais smartphones Android irão funcionar com o recurso. Atualmente, o assistente funciona no aplicativo de conversas Allo, no dispositivo do Google, o Pixel, e no Google Home – os dois aparelhos ainda não são comercializados no Brasil.

Imagens e teclado

O início da conferência foi marcado pelos novos recursos que o assistente pessoal irá ganhar. Além do suporte para iPhone, ele também ganhou um teclado. Isso significa que o usuário poderá escrever para o Google Assistente em vez de falar.

Quando uma pessoa abre o assistente, o padrão é a voz, porém basta apertar um botão na tela para obter acesso ao teclado. A resposta da ferramenta também será escrita – o que é ótimo para pessoas com problemas de audição ou que simplesmente estão em algum local silencioso.

O CEO do Google Sundar Pichai também anunciou que o Google Assistente irá fornecer conteúdo a partir da análise de imagens. Um dos exemplos dados na conferência foi a conexão Wi-Fi em um lugar público:  a câmera para as credenciais de login e o dispositivo irá se conectar automaticamente à rede.

Apesar de interessante, o recurso – que se chama Google Lens – não é novo. O próprio Google Tradutor usa uma tecnologia similar para traduzir palavras a partir dos “olhos” de uma câmera. A assistente pessoal da Samsung, a Bixby, também oferece uma ferramenta semelhante. Segundo a empresa, o Google Lens também será disponibilizado para o app Google Fotos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.