Apple remove Fortnite da App Store após Epic Games violar diretrizes

Após Epic inserir seu próprio recurso de pagamento no Fortnite, Apple remove battle royale da App Store

A Apple removeu, nesta quinta-feira, 13, o jogo Fortnite de sua loja digital App Store. A remoção veio depois que a Epic Games, desenvolvedora do battle royale, inseriu sua própria forma de pagamento no jogo — antes de ser revisado ou aprovado pela Apple.

Sendo assim, a empresa entendeu que a Epic Games estaria passando por cima dos serviços já oferecidos pela Apple, além de ter conseguido contornar a taxa obrigatória de 30% exigida pela empresa para todos os desenvolvedores de apps.

A remoção acontece em meio a um período de grande consumo no mercado de games, com a Epic Games avaliada em mais de 17 bilhões de dólares em agosto de 2020. O Fortnite é um dos símbolos desse sucesso, depois de faturar 1 bilhão de dólares em 10 meses em 2018, mesmo sendo um jogo gratuito.

Há uma década, a Epic e a Apple mantém uma relação de convivência pacífica, de forma que a desenvolvedora de jogos sempre aceitou as exigências impostas pela empresa para que seus aplicativos pudessem permanecer na App Store. Essa ação, no entanto, representa uma pressão da Epic Games para que a Apple considere estabelecer um acordo especial com a desenvolvedora, que tem a intenção de permanecer com seu próprio recurso de pagamento no jogo — que também está disponível para as demais plataformas de videogame, como PC e Xbox.

Caso o acordo seja aceito futuramente, essa não será a primeira vez que a Apple passará por cima de suas próprias regras para manter um produto em seu catálogo. Em 2016, eles retiraram a taxa de 30% para que a Amazon pudesse continuar com o aplicativo Amazon Prime Video para os usuários iOS, reduzindo a taxa obrigatória para 15%.

Logo após a remoção, a Epic Games informou que entrou com um pedido judicial que pede que a Apple reavalie sua decisão. “Em vez de tolerar esta competição saudável e competir pelos méritos de sua oferta, a Apple respondeu removendo o Fortnite da App Store, o que significa que novos usuários não podem baixar o aplicativo e usuários que já baixaram versões anteriores do aplicativo pela App Store não poderão atualizá-lo para a versão mais recente”, disse a empresa, que alegou não desejar uma compensação financeira, mas sim uma mudança das políticas da loja digital.

Porém, enquanto não encontram uma saída justa para os dois lados, a Epic informou que irá oferecer um desconto de 20% para os jogadores que utilizarem o pagamento interno, além de outros benefícios. A empresa também anunciou que realizará, ainda hoje, um evento pequeno intitulado “Nineteen Eighty-Fortnite”, considerado uma paródia do comercial do Macintosh, da Apple, em 1984, e uma resposta direta para a remoção do jogo da loja digital.

Confira, abaixo, o posicionamento da Apple, enviado para a Exame:

“Hoje, a Epic Games deu o passo infeliz de violar as diretrizes da App Store que são aplicadas igualmente a todos os desenvolvedores e projetadas para manter a loja segura para nossos usuários. Como resultado, seu aplicativo Fortnite foi removido da loja. A Epic habilitou um recurso em seu aplicativo que não foi revisado ou aprovado pela Apple, e o fez com a intenção expressa de violar as diretrizes da App Store em relação aos pagamentos no aplicativo que se aplicam a todos os desenvolvedores que vendem produtos ou serviços digitais.

A Epic tem aplicativos na App Store há uma década e se beneficiou do ecossistema da App Store – incluindo suas ferramentas, testes e distribuição que a Apple fornece a todos os desenvolvedores. A Epic concordou com os termos e diretrizes da App Store livremente e estamos felizes por eles terem construído um negócio tão bem-sucedido na App Store. O fato de seus interesses comerciais agora os levarem a pressionar por um acordo especial não muda o fato de que essas diretrizes criam condições equitativas para todos os desenvolvedores e tornam a loja segura para todos os usuários. Faremos todos os esforços para trabalhar com a Epic para resolver essas violações para que eles possam devolver o Fortnite à App Store.”

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.