Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Amazon prepara Echo de parede, soundbar e tecnologia automotiva

A gigante de tecnologia trabalha nas iniciativas em sua divisão Lab126, que criou produtos de sucesso como o Echo original e a assistente de voz Alexa

A Amazon está desenvolvendo uma série de novos aparelhos e serviços em mais mercados, como um alto-falante Echo maior com tela que pode ser fixada na parede, um soundbar para TV, tecnologia automotiva mais avançada e equipamentos vestíveis, os chamados wearable.

A gigante de tecnologia trabalha nas iniciativas em sua divisão Lab126, que criou produtos de sucesso como o Echo original e a assistente de voz Alexa. A empresa de Seattle realiza um evento de lançamento em 28 de setembro para novos dispositivos e serviços, e alguns detalhes desses produtos poderiam ser anunciados nesse dia. Outros produtos podem ser lançados no próximo ano ou depois, ou serem descartados se não forem promissores o suficiente.

Eco para paredes

A empresa desenvolve um grande Echo com controle Alexa e uma tela de aproximadamente 15 polegadas, chamado Hoya, que pode ser fixado na parede ou colocado em uma mesa com um suporte, de acordo com documentos internos e pessoas a par do assunto. O aparelho foi projetado como um painel de controle de casa inteligente para ativar eletrodomésticos, luzes e fechaduras. Também pode servir como uma janela para o status de pacotes encomendados na Amazon. E o produto terá uma interface de usuário que pode mostrar funções para a previsão do tempo, cronômetros, compromissos do calendário e fotos.

O objetivo da Amazon é que o aparelho atraia usuários na cozinha, permitindo que vejam receitas ou assistam a vídeos de instruções sobre culinária. Como outros produtos da Amazon, também executa aplicativos de streaming de vídeo de terceiros, como Netflix. A Amazon testou versões semelhantes do conceito com uma tela menor e tem como meta lançamento no quarto trimestre ou no próximo ano, segundo artigo da Bloomberg News em fevereiro.

É parte de uma estratégia com foco em produtos Echo com dispalys. A empresa descobriu que clientes usam mais dispositivos que possuem telas do que alto-falantes inteligentes apenas com áudio.

Um representante da Amazon não quis comentar.

Robô doméstico

Fora da divisão Alexa, a Amazon tem trabalhado em um robô doméstico com o codinome Vesta há vários anos. Mas esse produto é mais incerto. O robô despertou dúvidas entre a equipe sobre sua viabilidade, incluindo do cofundador e presidente do conselho da Amazon, Jeff Bezos, disse uma das pessoas com conhecimento do assunto.

O robô, que utiliza a interface Alexa, foi concebido como uma ferramenta de segurança. Mas esse foco mudou à medida que a linha Ring da Amazon, que começou como uma campainha inteligente, solidificou seu papel como a principal oferta de segurança da empresa. A Amazon anunciou um drone com câmera de segurança sob a marca Ring no ano passado, e agora é mais difícil saber onde o robô se encaixa. Alguns funcionários da Amazon questionaram a utilidade de uma Alexa com uma tela que segue o usuário.

Se o aparelho for finalmente lançado, é provável que seja um item com pouco volume e preço alto: algumas versões anteriores eram estimadas em cerca de US$ 1.000. A tecnologia de visão por computador foi considerada eficaz, sendo capaz de mapear o layout de uma casa com precisão. No entanto, não tem braços e não pode usar escadas.

A Bloomberg divulgou pela primeira vez o projeto do robô em 2018 e revelou mais detalhes sobre o desenvolvimento do produto em 2019.

Tecnologia automotiva

A empresa também planeja aumentar a aposta no setor automotivo. A Amazon desenvolve um modelo de segunda geração de sua tecnologia Echo Auto, de codinome Marion. O produto atual, que foi criticado por alguns consumidores, emparelha com um smartphone por Bluetooth e permite que o usuário acesse a Alexa pelos alto-falantes de um carro usando os microfones do dispositivo. A versão atualizada terá um novo design e poderá carregar o dispositivo do usuário com tecnologia indutiva.

Com a colaboração de Matt Day.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também