Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

A falha que matou o Google+

Empresa resolveu o problema, mas mais de 500 mil contas podem ter sido afetadas

Modo escuro

Continua após a publicidade
. (Aly Song/Reuters)

. (Aly Song/Reuters)

L
Lucas Agrela

Publicado em 8 de outubro de 2018 às, 17h37.

Última atualização em 8 de outubro de 2018 às, 17h38.

São Paulo – Dados como nomes, endereços de e-mail, profissões e gêneros estiveram expostos mesmo que estivessem marcados como privados na rede social Google+. A empresa anunciou a falha de segurança em um blog oficial nesta segunda-feira (8), assim como a medida de descontinuar o Google+ para usuários finais. O bug em questão que permitia acesso às informações pessoais de até 500 mil contas, esteve ativo entre 2015 e 2018 e foi corrigido em março deste ano.

A companhia americana alega não ter provas definitivas de que desenvolvedores de aplicativos não ligados diretamente ao Google tenham sabido da existência da falha de segurança. A interface de programação de aplicação da empresa foi usada por centenas de desenvolvedores.

A descoberta do problema foi feita por meio do Project Strobe, que avalia eventuais problemas no compartilhamento de dados com terceiros. Aplicativos criados para o sistema Android e para o Gmail podiam usar a API e oferecer acesso aos dados pessoais dos usuários.

"Nosso Escritório de Privacidade e Proteção de Dados analisou esse problema, levando em conta os tipos de dados envolvidos, se poderíamos identificar com precisão os usuários a serem informados, se havia alguma evidência de uso indevido das informações e se havia alguma ação que um desenvolvedor ou usuário pudesse realizar em resposta ao aviso. Nenhum desses critérios se aplicava neste caso", informou o Google Brasil, em nota a EXAME.

Ainda assim, alegando baixo índice de engajamento e poucos usuários, a empresa decidiu descontinuar o Google+ em dez meses. O prazo final é agosto de 2019. Ainda assim, uma versão para empresas seguirá ativa e terá reforço na segurança de informações, de acordo com o Google.

Últimas Notícias

Ver mais
Cartão do Goldman Sachs não passa na Apple e fintech brasileira ganha a vez

Tecnologia

Cartão do Goldman Sachs não passa na Apple e fintech brasileira ganha a vez

Há um dia

Cybertruck chega às ruas; saiba preço e autonomia do carro futurista da Tesla

Tecnologia

Cybertruck chega às ruas; saiba preço e autonomia do carro futurista da Tesla

Há um dia

Uber fecha acordo para oferecer táxi preto londrino no app

Tecnologia

Uber fecha acordo para oferecer táxi preto londrino no app

Há um dia

Meta eleva esforços para evitar interferência de redes sediadas na China

Tecnologia

Meta eleva esforços para evitar interferência de redes sediadas na China

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Com copos de plástico reciclado coletado no litoral brasileiro, Corona estreia no Primavera Sound

Com copos de plástico reciclado coletado no litoral brasileiro, Corona estreia no Primavera Sound

Com itens personalizados, Tramontina usa expertise para aproveitar alta dos presentes de fim de ano

Com itens personalizados, Tramontina usa expertise para aproveitar alta dos presentes de fim de ano

Suvinil investe para criar embalagens e produtos mais sustentáveis

Suvinil investe para criar embalagens e produtos mais sustentáveis

Inovação em nuvem e IA: a aposta da Huawei Cloud para o Brasil

Inovação em nuvem e IA: a aposta da Huawei Cloud para o Brasil

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais