A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Brasil: 76% dos internautas já foram vítimas de crimes cibernéticos

Brasil aparece em segundo lugar entre países onde prática é mais comum, atrás apenas da China, onde índice chega a 83%

São Paulo – Mais de três quartos de todos os usuários de internet no Brasil já foram vítimas de crimes cibernéticos, como vírus de computador, fraudes online de cartão de crédito e roubo de identidade. O dado faz parte de um relatório da fabricante de softwares de segurança Norton, apresentado nesta quarta-feira (27).

Segundo o estudo, 65% dos internautas de todo o mundo já foram afetados por golpes digitais. Entre os países em que a prática é mais comum, a China lidera, com índice que chega a 83%. O Brasil vem em segundo lugar empatado com a Índia (76%), à frente dos Estados Unidos (73%).

Apesar do risco, os internautas demonstram aceitar os crimes virtuais sem reagir. Conforme a pesquisa, apenas 3% das pessoas consideram que esse tipo de prática vai acontecer com elas, e cerca de 80% acreditam que os criminosos cibernéticos não serão levados à Justiça. O relatório mostra ainda que 49% dos adultos afirmam que não mudariam seu comportamento caso se tornassem vítimas e que menos da metade (44%) reportou os crimes de que foram alvo à polícia.

O consultor líder em segurança cibernética da Norton, Adam Palmer, ressalta que reportar um crime cibernético é fundamental. “Todos nós pagamos pelo crime cibernético, seja diretamente ou pela transferência de custos das nossas instituições financeiras”, afirmou, em nota. “Os criminosos cibernéticos roubam pequenas quantias propositalmente para não serem detectados, mas todos esses pequenos furtos acabam representando um grande montante. Se você não reportar uma perda, pode na verdade estar ajudando o criminoso a ficar fora do radar”.

A empresa explica que a melhor defesa contra o crime cibernético, e a melhor maneira de se proteger, é navegar pela internet com um software de segurança completo e atualizado. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também