Caixa deposita lucro do FGTS; saiba como consultar

Segundo a Caixa, o valor médio distribuído por conta FGTS foi de 45 reais

A Caixa concluiu a distribuição do lucro do FGTS referente a 2019. No total, o banco depositou 7,5 bilhões de reais em 167 milhões de contas. Só receberam aqueles que tinham saldo no fundo em 31 de dezembro. 

Os valores que foram creditados podem ser consultados a partir desta quarta-feira, 19. A consulta pode ser realizada pelo aplicativo FGTS ou pelo site da Caixa. 

Quem optar pelo app, deve seguir os seguintes passos: instalar o aplicativo, selecionar a opção “cadastre-se”, preencher os dados com CPF, nome completo, data de nascimento e e-mail. O trabalhador também deve cadastrar uma senha numérica com seis dígitos e confirmar a senha por meio do e-mail. Com a senha e login na mão, a consulta será realizada. 

Já pelo site da Caixa o caminho é este: acessar o endereço www.caixa.gov.br/extrato-fgts. Informar o Número de Identificação Social (NIS) ou CPF e clique em “cadastrar senha”.

Vale lembrar que o dinheiro não poderá ser sacado. A legislação permite que a retirada do dinheiro ocorra apenas em casos de demissão sem justa causa, saque aniversário, aposentadoria e outros.

A distribuição do lucro estava prevista para ocorrer até o dia 31 de agosto. Para Pedro Guimarães, presidente da Caixa, o investimento do banco em tecnologia permitiu que o dinheiro fosse antecipado. “A Caixa tem investido fortemente em tecnologia e simplicidade no atendimento à população. Isso nos permitiu fazer a antecipação do crédito dos resultados do FGTS, garantindo o acesso dos cidadãos aos seus direitos de forma mais rápida, o que é extremamente importante, sobretudo neste momento.”

Valor da distribuição

Segundo a Caixa, o valor médio distribuído por conta FGTS foi de 45 reais. O trabalhador com saldo de 1.000,00 reais na conta de FGTS em 31 de dezembro de 2019, teve creditado em sua conta 18,44 reais referente aos lucros do FGTS. 

No ano passado, a rentabilidade total do FGTS foi de 4,90%, superando a inflação para o ano (+4,31%) e a rentabilidade da caderneta de poupança (4,26%). A rentabilidade do FGTS é calculada da seguinte maneira: taxa fixa de 3% ao ano + TR (que está zerada). Esta rentabilidade já foi paga durante o ano passado. Agora, os trabalhadores receberão apenas a porcentagem referente à distribuição do lucro, que foi de 1,84%. Veja abaixo algumas simulações:

 

Saldo em 31 de dezembro de 2019 Receberam em 18 de agosto de 2020
R$ 1.000 R$ 18,40
R$ 5.000 R$ 92,00
R$ 10.000 R$ 184
R$ 20.000 R$ 368
R$ 30.000 R$ 552
R$ 40.000 R$ 736
R$ 50.000 R$ 920
R$ 60.000 R$ 1.104
R$ 70.000 R$ 1.288
R$ 80.000 R$ 1.472
R$ 90.000 R$ 1.656
R$ 100.000 R$ 1.840

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.