Uma pandemia na rota

O mercado de navios de cruzeiro vinha em franca expansão até ser dizimado pela covid-19

De todas as indústrias afetadas pela pandemia do coronavírus, é difícil apontar uma crise mais espetacular do que a dos cruzeiros marítimos. Dezenas de navios estamparam manchetes com doentes a bordo e dificuldade de encontrar um porto de parada. Alguns deles ainda são alvo de ações por supostamente ter minimizado o impacto da pandemia. A pergunta sem resposta é: qual será o impacto de longo prazo para um setor que tem navios cada vez maiores, com comodidades como pista de kart, patinação no gelo e cassinos?

 (Arte/Exame)

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.