Robin se assume bissexual no novo quadrinho do Batman

"Este não é o fim da autodescoberta de Tim Drake. Acabamos de chegar ao começo", explicou a própria DC Comics sobre a sexualidade do seu personagem
 (Twitter/DC Comics/Reprodução)
(Twitter/DC Comics/Reprodução)
Por Allan GavioliPublicado em 12/08/2021 16:03 | Última atualização em 12/08/2021 16:04Tempo de Leitura: 4 min de leitura

A mais recente história em quadrinhos do Batman mostra que Tim Drake, a terceira pessoa a assumir a identidade de Robin nos quadrinhos da DC Comics, é assumidamente bissexual. O ajudante de super-herói mais famoso das histórias em quadrinhos tem, em certo momento da narrativa, uma conversa com um amigo, Bernard, e aceita um convite para um encontro que possuiu claro teor romântico com o jovem.

  • Não perca as últimas tendências do mercado de entretenimento. Assine a EXAME

A sexta edição da HQ "Batman: Urban Legends" traz a terceira parte do arco “Sum of Our Parts” (Soma das nossas partes, em tradução livre), em que Tim Drake resgata um velho amigo Bernard de alguns inimigos. Em determinado momento da ação, Bernard diz a Robin, sem saber da sua real identidade, que adoraria terminar o encontro com Tim.

Após o resgate, na última parte da história, Tim vai visitar Bernard em sua casa e é convidado para um encontro, que de imediato é aceito por Tim.

Tim Drake, que vive o Robin, parece sentir algo pelo amigo Bernard, com quem topa sair em um encontro romântico depois de salvá-lo. (Redes sociais/Reprodução)

A roteirista Meghan Fitzmartin e a ilustradora da edição Belén Ortega, compartilharam em suas redes sociais a parte da história em que Robin aceita o convite para um encontro do seu amigo e comentaram sobre a decisão.

"A peça que faltava"

Para a roteirista da história, a clara sexualidade de Robin parecia ser "a peça que faltava" para a compreensão total da personalidade de Tim, que vive o super-herói. Meghan também afirmou que relutou por "muito tempo" sobre quando essa informação deveria aparecer nas histórias da personagem.

Em entrevista à rádio britânica BBC, Meghan afirma que era necessário explorar a sexualidade da personagem para contextualizar as questões que Robin tem consigo mesmo sobre quem ele realmente é, seja fora ou dentro do uniforme.

A autora também acredita que a abordagem que deu ao fato na história foi feito "da maneira mais respeitosa possível" e confirmou que a personagem vai continuar a jornada de descoberta pessoal, mas não vai deixar de lado sua principal função, o combate ao crime.

" Eu voltei ao passado e li um monte de quadrinhos com os quais eu cresci. Realmente passei um tempo com aquele personagem até descobrir quais histórias eu queria contar. Percebi que havia peças que se juntavam e que elas não teriam contexto sem o momento em que ele percebe sua própria sexualidade e entende que isso é parte de quem ele é. Era uma peça que faltava na compreensão desse personagem, então avançamos nessa direção", explicou a roteirista.

"O Batman é incrivelmente aberto para isso. Ele vai ser muito receptivo ao Robin. No final das contas, ele tem muito amor por Tim e é isso que vai sobressair", disse a autora quando questionada sobre como será a recepção de Batman à notícia.

Reações homofóbicas

Embora a maior parcela da comunidade tenha elogiado a coragem da autora em explorar esse lado da personagem, uma pequena parte parece ter se sentido ofendida com a orientação sexual de um personagem fictício. Para esclarecer o fato, a DC Comics veio a público para comentar sobre a identidade do Robin e a relevância do debate que o personagem ajuda a levantar.

"Se você é um membro da significativa comunidade LGBTQ+ de fãs da DC, então você já entende por que isso é uma grande coisa. Na verdade, você provavelmente está esperando por um momento como este há muito tempo", diz um trecho do texto da DC, publicada em seu blog oficial.

"Este não é o fim da autodescoberta de Tim Drake. Acabamos de chegar ao começo. E você pode ter certeza que em Batman: Urban Legends #10, estaremos todos lá para acompanhar essa jornada pessoal aonde quer que ela vá", finaliza a empresa em seu comunicado.