Luva de Pedreiro diz que não irá mais fazer vídeos; entenda

Em um vídeo publicado pelo Instagram, Luva de Pedreiro afirma que a decisão foi particular e que parou de fazer os vídeos por conta própria
O influencer ainda afirmou que sua conta não foi rackeada, ao contrário do que pensavam seus seguidores (Instagram/Reprodução)
O influencer ainda afirmou que sua conta não foi rackeada, ao contrário do que pensavam seus seguidores (Instagram/Reprodução)
D
Da Redação

Publicado em 13/09/2022 às 11:48.

Última atualização em 13/09/2022 às 12:15.

O criador de conteúdo digital Iran Ferreira, mais conhecido como Luva de Pedreiro, anunciou nesta terça-feira, 13, que pretende parar de fazer vídeos para internet. O influencer ainda afirmou que sua conta não foi rackeada, ao contrário do que pensava seus seguidores.

Em um vídeo publicado pelo Instagram, Luva de Pedreiro afirma que a decisão foi particular e que parou de fazer os vídeos por conta própria. Ele ainda disse que mesmo com as pausas pretende concluir os trabalhos com as marcas que assinou publicidade.

 

Polêmica com o ex-empresário Allan Jesus

Em junho, o criador de conteúdo rompeu com o agente após acusá-lo de não ter pago os valores devidos da parceria. O caso foi parar na Justiça. 

Segundo decisão judicial, Luva precisa pagar todo mês 30% dos seus ganhos até alcançar R$ 5,2 milhões, valor da multa mínima prevista no contrato assinado com o antigo agente. O valor de R$ 31 mil foi pago no inicio deste mês porque na prestação de contas feita por Iran à Justiça seus ganhos de julho totalizaram R$ 103,6 mil.

Caso Iran não deposite os valores para o ex-agente no prazo determinado pela justiça quinto dia útil do mês , o influenciador pode ter suas contas pessoais bloqueadas.

O processo movido por Luva de Pedreiro para romper o contrato com o antigo empresário tramita na 2ª Vara Cível da Barra da Tijuca, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. O jovem alega que não tinha como compreender as cláusulas no acordo por não ter sido alfabetizado, assim como seus pais.

O jovem que, de acordo com repórter do Metrópoles, teve um giro total de R$ 7.500 nas contas bancárias em 2022, quer romper o contrato pagando o equivalente a 50% do valor das parcerias fechadas no período em que esteve com Jesus. Já o empresário quer R$ 20 milhões em compensação.

Como as partes não chegaram a nenhum acordo, a determinação da juíza Flávia Almeida Viveiros de Castro foi que Luva receba o seu percentual dos contratos firmados e que a multa de R$ 5,2 milhões fosse paga para Allan do Santos. 

Entre fevereiro e junho, o ex-representante fechou dois contratos comerciais, com Amazon e Pepsi, para o influenciador. Em entrevista ao Fantástico, Allan dos Santos disse que Luva tem mais ou menos R$ 2,2 milhões para receber nos próximos meses por esses acordos. Segundo o portal UOL, o total seria de R$ 7 milhões.

Segundo os novos representantes do Luva, toda a fase conturbada de mudança no agenciamento da sua carreira do jovem atrapalhou o fechamento de novos contratos, mas que ganhos do trabalho da nova equipe devem acontecer neste mês de agosto.

Um dos primeiros acordos sob gestão da F.12, sob supervisão do ex-jogador de futsal Falcão, é com a Adidas. Iran fechou um contrato de exclusividade de 18 meses com a marca e terá de usar roupas, tênis e outros acessórios da Adidas  o que significa que o influenciador terá de usar exclusivamente a marca, como já é comum no futebol. Luva também vai ao Catar a convite da Adidas para acompanhar a Copa do Mundo em novembro.

Luva de Pedreiro recebeu ajuda de Falcão do futsal e novos empresários

Iran recebeu ajuda do ex-jogador de futsal Falcão para encontrar uma nova equipe para fazer o seu gerenciamento de carreira. A informação é do SBT News.

De acordo com o site jornalístico, Falcão irá fazer parte da equipe responsável pela carreira do influencer através da F12.bet, empresa que ele fundou no início de 2022. O atleta descreveu a equipe como um grupo de "pessoas maravilhosas" e de confiança.

"Direcionei ele para pessoas maravilhosas e equipes maravilhosas. Eu tenho certeza que vão fazer ele crescer muito, e que vai ser muito importante para ele, para o crescimento financeiro dele. E os pais vão participar de tudo", disse Falcão.

O ex-jogador afirmou que todas as etapas do contrato e parcerias devem ser feitas de forma transparente. A família de Luva deve acompanhar tudo de perto.

"Tudo o que chegar eles vão saber. A ideia é eles estarem no dia a dia mesmo, então não vai ter nenhum contrato que ele não saiba. Eles vão participar de tudo", afirmou.

LEIA TAMBÉM: Luva de pedreiro: empresário negocia imóvel de R$ 8 milhões e apartamentos no RJ

O que aconteceu com o Luva de Pedreiro?

O influenciador que conquistou o público brasileiro com seus vídeos jogando bola aparenta estar tendo problemas com o empresário atual, Allan Jesus.

O site Metrópoles revelou que, ao longo de 2022, Iran Ferreira teve um giro total de R$ 7.500 reais em duas contas bancárias apesar de um contrato milionário com a Amazon e mais de 20 milhões de seguidores nas redes, o que reacendeu rumores de que Jesus estaria fazendo algo com o dinheiro do rapaz. Nada do tipo foi confirmado, e o empresário publicou um vídeo refutando as acusações.

A consultoria de Jesus, que gerencia a carreira de Luva, também emitiu uma nota afirmando que o contrato com o influenciador tinha vigência até 2026.

Outra notícia do Metrópoles mostrou que, caso quebre o contrato, Luva teria de pagar cerca de R$ 5,2 milhões.

Quem é o Luva de Pedreiro?

Com mais de 33,5 milhões de seguidores no TikTok e Instagram, Iran Ferreira, de 20 anos, nasceu no povoado de Tábua, no interior da Bahia. Com o bordão “receba” repetido por famosos (e até incorporado a memes), o baiano desenvolveu a própria fórmula dos conteúdos: vídeos curtos, feitos no campo de terra batida, no qual demonstra a habilidade para dribles e chutes ao gol. E a ascensão surpreendente chamou a atenção da própria rede de Mark Zuckerberg, que, pela primeira vez, passou a seguir um influenciador do país.

Na falta de oportunidade para jogar profissionalmente, o jovem decidiu gravar os vídeos para ajudar a família humilde. E de onde veio o apelido pelo qual ficou conhecido? Na inspiração em atletas da Europa, que usam luvas de inverno (substituídas pelas luvas construção, mais baratas). Se o acessório foi alvo de bullying no começo, se tornou marca registrada após viralizar.

Veja também

Luva de Pedreiro terá 'prato feito' de R$ 89 no restaurante Paris 6

Luva de Pedreiro anuncia parceria exclusiva com a Adidas; veja detalhes