• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Suzane ganhou dinheiro pelos filmes sobre o caso Richthofen?

Com o caso de volta aos holofotes, uma das dúvidas é se Suzane e os irmãos Cravinhos participaram do desenvolvimento dos filmes
Suzane Von Richthofen: as obras mostram os detalhes sobre os possíveis motivos do casal para cometer o crime (Divulgação/Amazon Prime)
Suzane Von Richthofen: as obras mostram os detalhes sobre os possíveis motivos do casal para cometer o crime (Divulgação/Amazon Prime)
Por Da RedaçãoPublicado em 28/09/2021 12:13 | Última atualização em 28/09/2021 12:38Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Dois filmes sobre o assassinato dos pais de Suzane Von Richthofen chegaram ao Amazon Prime na última sexta-feira, 24. A Menina Que Matou os Pais e O Menino Que Matou Meus Pais tratam sobre o caso que teve repercussão nacional com duas perspectivas diferentes, uma baseada no depoimento de Suzane e o outro no de Daniel Cravinhos.

Os irmãos Cristian e Daniel Cravinhos e Suzane von Richthofen foram condenados em 2006 pelo assassinato de Manfred e Marísia Richthofen, em 2002, em São Paulo. Na época, Cristian, Daniel e Suzane foram sentenciados a 39 anos e seis meses em regime fechado. Suzane segue presa, mas em regime semiaberto desde 2015. Daniel deixou a prisão em 2018, após ser autorizado pela Justiça a cumprir o restante da pena em liberdade. Cristian foi para o regime aberto em 2017, mas voltou para a prisão após ser condenado por corrupção. 

Com o lançamento dos filmes — disponível no catálogo mundial do streaming —, o caso voltou aos holofotes e dúvidas sobre as produções estão sendo comentadas nas redes sociais. Uma das principais é se Suzane e os irmãos Cravinhos tiverem algum envolvimento com o desenvolvimento e se receberam dinheiro para a história ser retratada.

Em entrevista ao portal UOL, Raphael Montes, que assina o roteiro junto com a criminóloga Ilana Casoy, esclarece que se por tratar de um caso público não foi necessário autorização ou contato com nenhum dos envolvidos no caso. A produção foi baseada nos autos do processo e por isso nenhuma pessoa retratada recebeu dinheiro para a história ser contada.

Suzane tentou barrar o lançamento dos dois filmes, mas o pedido foi negado pela Justiça. Protagonizados por Carla Diaz (Suzana) e Leonardo Bittencourt (Cravinhos) e dirigido por Maurício Eça e, as obras mostram os detalhes sobre os possíveis motivos do casal para cometer o crime. 

  • Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.