Pop

"Elementos" tem 'easter egg'? Animadoras da Pixar revelam detalhes surpresa sobre o filme

Em entrevista à EXAME, diretoras de animação de "Elementos" comentam a inspiração do filme, construção de personagens e os detalhes escondidos que fazem referências a outras produções

"Elementos", da Pixar, estreia nesta quinta-feira, 22 (Pixar/Disney)

"Elementos", da Pixar, estreia nesta quinta-feira, 22 (Pixar/Disney)

Luiza Vilela
Luiza Vilela

Repórter de POP e Redatora da Homepage

Publicado em 13 de junho de 2023 às 17h49.

Última atualização em 14 de junho de 2023 às 09h35.

Como um relacionamento entre fogo e água pode dar certo? A mais nova animação da Pixar, "Elementos", chega aos cinemas do Brasil nesta quinta-feira, 22 — e vai ter "easter eggs" (detalhes escondidos que fazem referências a outras produções), como todos os filmes do estúdio.

O longa-metragem conta a história de uma cidade ("Element City") povoada por pessoas feitas de fogo, terra, água e ar. No filme, acompanhamos a esforçada Ember, a "fogo" que é filha de um imigrante, e Wade, de água, que busca um emprego na cidade grande, vindo de família rica.

A animação foi baseada na vivência real da família de imigrantes sul-coreanos do diretor, Peter Sohn, que se mudaram para os Estados Unidos em 1957. Os pais dele chegaram ao país sem recursos e sem conhecer a língua inglesa, e criaram uma loja nos bairros de imigrantes em Nova York. Peter nasceu em solo americano, mas acompanhou todo o processo de viver como um "estrangeiro" no próprio país em que vive.

Veja o trailer do filme "Elementos"

yt thumbnail

Mas a história de "Elementos" não para por aí: o filme foca no amor entre Ember e Wade, um marco histórico para o estúdio. Esta é a primeira história da Pixar a envolver os protagonistas em um relacionamento romântico. Visualmente, ela apresenta todas as dificuldades desse romance, posto que Ember é um elemento de fogo e Wade, de água.

Em entrevista à EXAME, as diretoras de animação Gwen Enderoglu e Allison Rutland destacaram detalhes inéditos sobre o filme e deram dicas para o público encontrar o easter egg da Pixar na animação.

Tudo o que já sabemos sobre "Elementos", da Pixar

Inspiração e representação das famílias imigrantes nos EUA

Segundo Gwen, uma das partes mais emocionantes do filme está intimamente relacionada à inspiração de Peter Sohn, sua vivência como imigrante nos Estados Unidos e sua relação com os elementos da Terra.

"O filme é inspirado pela história de vida de Peter, essencialmente em três aspectos diferentes de sua história: primeiro pela relação com seus pais e sua imigração, ainda criança, para os EUA o trabalho duro do pai na loja para que eles pudessem se estabelecer na região. O segundo aspecto é como Peter imaginava os elementos, ainda enquanto criança, enquanto brincava em seu apartamento. E por fim, o relacionamento com sua esposa, que ele chama de uma 'mulher não coreana'", explica ela.

Quem é Peter Sohn?

Peter foi diretor de "O Bom Dinossauro" e dublador dos personagens Emile ("Ratatouille"), Squishy ("Universidade Monstro") e Sox ("Lightyear"). Seus primeiros trabalhos foram na Disney e na Warner Bros., assim que se formou na California Institute of the Arts (CalArts). Quando ingressou à Pixar, trabalhou no departamento de arte e storyboard para o filme "Procurando Nemo" e depois em "Os Incríveis", "Ratatouille" e "Wall-E".

Um fato curioso é que Russel, personagem do filme "Up: Altas Aventuras" foi baseado no diretor.

(Pixar/Disney)

Como encontrar o easter egg da Pixar em "Elementos"?

De acordo com Allison, "Elementos" tem pelo menos um easter egg da Pixar, mas os fãs podem vasculhar o filme à procura de outros. "Olha, vou te dizer, nem nós sabemos de todos [risos]. Acabamos de saber sobre um que guiará para o próximo filme, para você ter ideia. Mas, bem, posso dizer que há um na cena do estádio. Sim, lá no fundo do estádio, é tudo o que posso te falar", respondeu ela.

Amor além do romântico

Ainda que o filme seja bastante voltado para a relação entre Ember e Wade, não é só de romance que "Elementos" fala. Na verdade, ele é um grande ensaio sobre relacionamentos.

"A Pixar é realmente muito boa em contar histórias de relacionamento em geral. Você pode ver esse fio condutor em todos os nossos filmes e esse tipo de casal esquisito é um ótimo meio de contar histórias também. Mas é, de fato, um filme sobre relacionamentos", afirmou a diretora de animação Gwen Enderoglu, em entrevista à EXAME.

Allison Rutland também destacou que esses relacionamentos do filme nem sempre são entre os elementos. "Esse filme realmente nos oferece muitas oportunidades para explorar diferentes tipos de relacionamento. Não é só sobre a relação entre Ember e Wade, que é maravilhosa, mas também sobre a relação de pai e filha entre Ember e Bernie, e Ember e a própria cidade de Element City, a relação dela consigo mesma", completou.

Animação inovadora

yt thumbnail

Não é de hoje que os filmes da Pixar, a cada lançamento, superam o anterior nas técnicas de animação — e evoluem as práticas do mercado como um todo. Com "Elementos" não foi diferente: toda a produção dos personagens, sua estética e movimento foram um baita desafio para a equipe de animadores.

"Acho que já tivemos personagens desafiadores antes e em filmes que todos conhecem, como os conselheiros em "Soul" — esses foram realmente um terror para os animadores. O desafio para este filme foi muito maior, porque se aplicou em cada personagem, tanto os protagonistas quanto os milhares de membros da multidão", detalhou Gwen.

A maior dificuldade, segundo ela, foi justamente a criação de um personagem sem um "esqueleto" fixo.

"Foi uma carga de trabalho muito pesada para nossa equipe de animação, porque normalmente o computador realmente faz objetos rígidos, assim como os esqueletos que estão embaixo da estrutura do personagem. Fomos muito pressionados pela direção, Peter não queria “perceber” nada debaixo do personagem, não queria sentir a anatomia rígida dentro desses espaços. Então, ao assistir ao filme, você pode notar coisas muito sutis, como as coisas flutuando dentro da cabeça, a cabeça mudando de forma, sendo esmagada ou esticada. Isso acontece até como se as bordas das íris tivessem um movimento e uma cintilação, como se realmente tivéssemos colocado a 'elementaridade' em cada detalhe", pontuou.

As expressões e movimentos dos protagonistas, Ember e Wade, foram fundamentais para a imagem dos elementos.

"Foi difícil? Foi. Mas houve muito debate sobre o design, como o rosto de Wade com os grandes arcos de lágrimas, e todo esse processo foi muito divertido. Os animadores, quando estão criando a performance, muitas vezes eles referenciam a si mesmos para criar a atuação ou características dos personagens, e depois aplicam isso ao design escolhido do personagem, então nós rimos bastante", acrescentou Allison Rutland.

Quando será lançado o filme "Elementos", da Pixar?

A nova animação da Pixar estreia no dia 22 de junho nos cinemas do Brasil.

Acompanhe tudo sobre:PixarAnimaçãoDisney

Mais de Pop

Relembre o 'Super Size Me', quando Morgan Spurlock comeu apenas McDonald's por 30 dias

Morgan Spurlock, diretor de 'Super Size Me', morre de câncer aos 53 anos

Após venda geral, Rock in Rio 2024 ainda tem ingressos disponíveis para três dias; veja quais

Quando é Dia de São João? Entenda a origem da data

Mais na Exame