Neon adquire MEI Fácil e expande atendimento a empreendedores

Fintech compra fintech: MEI Fácil colocará educação financeira, formalização e serviços como maquininhas de cartão de crédito e débito no portfólio da Neon

As mais de 500 fintechs brasileiras precisam se consolidar se quiserem ganhar espaço. Um movimento nessa direção, e cada vez mais frequente, é o de aquisições entre as próprias startups de serviços financeiros.

Foi o que aconteceu entre as fintechs de crédito Creditas e Creditoo e, agora, ocorre no setor bancário. A Neon Pagamentos anunciou hoje a aquisição da plataforma MEI Fácil. O negócio oferece educação financeira, formalização e serviços como maquininhas de cartão de crédito e débito para empreendedores.

O contato entre Neon e MEI Fácil começou em 2017, quando as fintechs receberam o investimento do mesmo fundo, o Yellow Ventures. A Neon tem 434 funcionários e 100 vagas abertas. Já a MEI Fácil tem 60 funcionários e o time deve ser integrado à Neon, que passará a ter cerca de 500 membros.

Com a aquisição, a Neon deve expandir seu atendimento para pequenos donos de negócio. A fintech já oferece uma conta digital para pessoas jurídicas com transferências, emissões de boleto e um cartão de débito empresarial. Entre pessoas físicas e jurídicas, a Neon tem 1,6 milhão de clientes ativos.

A MEI Fácil crescia a uma taxa de 15 a 20% por mês e pretendia lançar uma conta digital -- que deverá se tornar a conta já oferecida pela Neon. A fusão dos aplicativos ainda está sendo estudada. Por enquanto, nada muda. Os cerca de um milhão de usuários da MEI Fácil continuarão tendo acesso a serviços como registro de CNPJ, solução de dúvidas, educação financeira, pagamento de impostos, geração de boletos e acesso a maquininhas de cartão pelo aplicativo. Aos poucos, a Neon irá oferecer seus serviços financeiros (como a conta digital) dentro da plataforma MEI Fácil e atender seus consumidores.

O público-alvo a ser explorado é muito maior, porém. Apenas falando de microempreendedores individuais formalizados, há mais de 8 milhões deles. A PNAD Contínua estima 28,4 milhões de donos de negócios pelo país, sendo que apenas 29% possuem CNPJs.

Assim como o empreendedorismo, o mercado de fintechs continua crescendo. Ainda que expandam, as startups de serviços financeiros também realizam o movimento inverso -- unem-se para a consolidação de grandes players.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.