A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Ultrapar prepara sucessão e muda presidência da Ipiranga

Vice-presidente comercial da Ipiranga, Leonardo Remião Linden, foi eleito novo presidente-executivo da rede

O grupo Ultrapar anunciou nesta quarta-feira início de processo de sucessão de seus principais postos executivos e mudança na presidência de sua maior unidade de negócios, a rede de postos de combustíveis Ipiranga.

A companhia afirmou em fatos relevantes ao mercado que o vice-presidente comercial da Ipiranga, Leonardo Remião Linden, foi eleito novo presidente-executivo da rede, no lugar de Marcelo de Araújo, que assumirá a diretoria executiva corporativa e de participações da holding. As mudanças serão implementadas em outubro.

"Na nova posição, (Araújo) terá a responsabilidade das áreas de sustentabilidade, relações institucionais, comunicação, jurídico corporativo, compliance, riscos e auditoria interna do Grupo Ultra", afirmou a companhia.

Linden está na diretoria comercial da Ipiranga desde abril deste ano, "como parte de um processo planejado de sucessão da presidência da Ipiranga", afirmou a Ultrapar. A holding acrescentou que o executivo "terá como prioridade a execução do plano de melhoria da rentabilidade e crescimento da Ipiranga".

A Ultrapar anunciou ainda que o atual presidente do conselho de administração da holding, Pedro Wongtschowski, será substituído pelo conselheiro Marcos Marinho Lutz quando seu mandato se encerrar em abril de 2023.

Para preparar esta sucessão, a Ultrapar afirmou que Lutz vai assumir a presidência-executiva da holding a partir de janeiro do próximo ano, no lugar de Frederico Curado, que por sua vez será empossado na ocasião como vice-presidente do conselho de administração.

Segundo a Ultrapar, a mudança da posição de Curado "encerra um ciclo de redirecionamento estratégico, revisão de portfólio e renovação das lideranças do Grupo Ultra iniciado em 2017".

A revisão do portfólio foi concluída neste ano, com a empresa vendendo a rede de farmácias Extrafarma e a empresa de especialidades químicas Oxiteno, além da participação que mantinha na ConectCar.

O grupo vai se concentrar nas áreas de distribuição de combustíveis, na empresa de granéis líquidos Ultracargo e na de distribuição de gás Ultragaz, além de estar ensaiando entrada em mercados como refino de petróleo com a compra de refinarias da Petrobras.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também