A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Taesa avalia 11 ativos que Eletrobras quer vender em leilão, diz CEO

Análise dos ativos, que somam cerca de 1 mil quilômetros em linhas de energia, acontece em meio a uma sólida posição financeira da Taesa

São Paulo - A transmissora de energia elétrica Taesa, controlada pela mineira Cemig e pela colombiana Isa, tem avaliado 11 ativos de transmissão da estatal Eletrobras que devem ser colocados à venda em um leilão previsto para junho ou julho, disse à Reuters na quarta-feira o presidente da companhia.

A análise dos ativos, que somam cerca de 1 mil quilômetros em linhas de energia, acontece em meio a uma sólida posição financeira da Taesa, que fechou o primeiro trimestre com cerca de 900 milhões de reais em caixa e um endividamento baixo para os padrões de empresas de infraestrutura.

A relação entre a dívida líquida e a geração de caixa da empresa, medida pelo Ebitda, é de 1,3 vez, o que significa que há "um espaço confortável" para aquisições ou novos investimentos, afirmou Raul Lycurgo Leite, que comanda a Taesa desde novembro do ano passado.

Em cinco dos ativos que serão colocados à venda pela estatal, a Taesa é sócia e poderá exercer um direito de preferência na licitação.

"A gente tem caixa e tem espaço no balanço... Em cinco a gente tem direito de preferência e outros seis não temos. Mas nós estamos analisando, fazendo due dilligence", afirmou Leite.

"Nesses em que não estamos (como sócios), o trabalho é um pouco mais árduo, mais complexo... nos que temos presença, em fazendo sentido em termos financeiros, a Taesa vai, sim, exercer o direito de preferência", disse.

Ele afirmou que a Taesa também segue avaliando empreendimentos de transmissão da Âmbar Energia, empresa do grupo J&F, dono da empresa de alimentos JBS, que passou a buscar fazer caixa com a venda de seus ativos em energia.

"A gente está fazendo due dilligence... não teve uma proposta firme, mas de qualquer forma continuamos trabalhando, vendo, avaliando", explicou o executivo.

Além das possíveis aquisições, a Taesa também pretende disputar os próximos leilões de concessões para novas linhas de transmissão que serão realizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também