Startup Summit: evento que começa hoje reúne startups e agentes de inovação em Florianópolis

De 4 a 5 de agosto, a capital catarinenese receberá pelo menos 90 palestrantes, entre fundadores de startups e investidores, para debater inovação, tendências e dicas de crescimento para pequenas companhias de tecnologia
 (Jackie Niam/Getty Images)
(Jackie Niam/Getty Images)
M
Maria Clara DiasPublicado em 04/08/2022 às 06:00.

O ânimo de startups early stage em meio a um cenário que desafia captações de empresas mais maduras deve abrir espaço para que empreendedores discutam fervorosamente o destino e futuro de pequenas empresas inovativas. O palco para essas conversas será o Startup Summit, evento do Sebrae, da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) e da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF) que começa nesta quinta-feira, 4, em Florianópolis, Santa Catarina.

A expectativa é receber, ao longo dos dois dias de programação, pelo menos 5.000 visitantes, entre investidores, fundadores de startups e entusiastas da inovação da região Sul do país e também 120 startups de diferentes estágios de desenvolvimento.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

Entre os convidados para a edição de 2022 estão nomes como Camila Farani, empreendedora e investidora anjo; Chris Yeh, autor do best-seller "Blitzcaling"; Florian Hagenbuch, fundador da Loft e Marcelo Lombardo, CEO da Omie.

Na agenda do Startup Summit, além de palestras, estão aulas abertas em estandes preparados por grandes empresas, startups e associações da região, e também uma área de negócios onde companhias podem exibir suas propostas.

Durante o evento, o Sebrae também deve anunciar as empresas ganhadoras —  entre as 24 finalistas — do Like a Boss, competição de inovação envolvendo startups em busca de capacitação e aceleração.

O ecossistema Florianópolis

Aquém dos demais ecossistemas de inovação pelo país, Florianópolis tem suas particularidades. Uma delas está no fato da cidade ter a maior concentração de startups na região Sul, considerando o número de habitantes.

O volume, no entanto, não foi o bastante para que a capital levasse consigo o mérito de ter originado algum unicórnio (empresas com valor de mercado acima do bilhão de dólares), um feito já atingido pela também sulista Curitiba.

O contigente de startups se justifica pelo bom ambiente para fazer negócios. Florianópolis é considerada a sexta melhor cidade para startups do país, segundo o ranking Startup Ecosystem Index Report.

VEJA TAMBÉM