Siemens cortará 2% da força de trabalho em reestruturação

O grupo industrial alemão planeja cortar 7.800 postos de trabalho em todo o mundo

Frankfurt - O grupo industrial alemão Siemens planeja cortar 7.800 postos de trabalho em todo o mundo, ou cerca de 2 por cento de sua força de trabalho, para completar uma ampla reestruturação da empresa, disse nesta sexta-feira.

Cerca de 3.300 empregos serão cortados na Alemanha, onde o grupo que fabrica de trens a turbinas emprega 115 mil pessoas.

A Siemens disse que os cortes iriam fazê-la economizar cerca de 1 bilhão de euros (1,14 bilhão de dólares), montante que reinvestirá para crescimento.

Uma fonte familiarizada com o assunto disse na quinta-feira que a Siemens planejava cortar mais de 7.000 postos de trabalho.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.