Negócios

Ser Educacional diz que pode aumentar alavancagem financeira

Ações da companhia exibiam alta de 1 por cento, às 11h02, enquanto o Ibovespa tinha oscilação negativa de 0,05 por cento


	Ser Educacional pode aumentar sua dívida após mudanças do governo federal no programa de financiamento estudantil Fies
 (Lisa F. Young/Thinkstock)

Ser Educacional pode aumentar sua dívida após mudanças do governo federal no programa de financiamento estudantil Fies (Lisa F. Young/Thinkstock)

DR

Da Redação

Publicado em 9 de fevereiro de 2015 às 11h04.

São Paulo - A Ser Educacional disse que o Grupo Ser pode aumentar sua dívida para até duas vezes o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) se necessário, segundo apresentação divulgada pela companhia abordando mudanças do governo federal no programa de financiamento estudantil Fies.

A portaria 21 do Ministério da Educação (MEC), publicada no fim de dezembro, estabeleceu que os estudantes precisarão tirar no mínimo 450 pontos na prova do Enem, de uma nota máxima de 1 mil, para terem acesso ao Fies, e não poderão zerar a prova de redação.

Segundo a Ser Educacional, 13 por cento da sua base de alunos do programa de financiamento tiveram pontuação abaixo de 450. Da base de alunos do Grupo Ser, 32 por cento é financiada pelo Fies, acrescentou a empresa.

As ações da companhia exibiam alta de 1 por cento, às 11h02, enquanto o Ibovespa tinha oscilação negativa de 0,05 por cento.

Acompanhe tudo sobre:Dívidas empresariaisEducaçãoSer Educacional

Mais de Negócios

Papo de Empreendedores: conectividade, empreendedorismo e energia embalam painéis para PMEs; assista

Faturamento das PMEs cresce 5,2% no segundo trimestre

Fintech de música, Strm capta R$ 35 milhões e atrai dupla sertaneja Henrique e Juliano em rodada

EXAME lança na quarta-feira (24) nova edição do ranking Negócios em Expansão; saiba como assistir

Mais na Exame