Negócios

Receita do Spotify supera estimativas com alta de assinantes pagos

Assinantes premium, ou pagantes, no final do trimestre foram de 100 milhões, acima dos 75 milhões do ano anterior

Spotify: empresa disse que tinha 217 milhões de usuários ativos mensais em março, ante 173 milhões no mesmo trimestre do ano anterior (Christian Hartmann/Reuters)

Spotify: empresa disse que tinha 217 milhões de usuários ativos mensais em março, ante 173 milhões no mesmo trimestre do ano anterior (Christian Hartmann/Reuters)

R

Reuters

Publicado em 29 de abril de 2019 às 10h02.

Última atualização em 29 de abril de 2019 às 18h45.

O Spotify informou nesta segunda-feira um aumento maior do que o esperado na receita do primeiro trimestre, quando a empresa atingiu 100 milhões de assinantes pagos por seu serviço premium.

Líder global no setor, com o dobro do número de assinantes da concorrente Apple Music, o Spotify foi lançado em regiões como Índia, Oriente Médio e Norte da África nos últimos meses, buscando impulsionar o próximo estágio de seu desenvolvimento à medida que continua com seus preços agressivos no mundo desenvolvido.

O Spotify disse que tinha 217 milhões de usuários ativos mensais em março, ante 173 milhões no mesmo trimestre do ano anterior. Os analistas esperavam, em média, que a empresa tivesse 218,6 milhões de assinantes, segundo a empresa de pesquisa FactSet.

Os assinantes premium, ou pagantes, no final do trimestre foram de 100 milhões, acima dos 75 milhões do ano anterior. Os analistas esperavam que a empresa tivesse 99 milhões de assinantes pagos.

A receita subiu 33 por cento, para 1,51 bilhão de euros, superando as estimativas dos analistas de 1,47 bilhão de euros, segundo dados do IBES da Refinitiv.

A Europa contribuiu com 40 por cento do total de assinantes pagos, seguida pela América do Norte com 30 por cento.

O Spotify disse que espera ter entre 107 milhões e 110 milhões de assinantes premium até o final do trimestre atual.

O Spotify também disse que prevê uma receita total de 1,51 bilhão a 1,71 bilhão de euros no segundo trimestre. Os analistas esperam 1,62 bilhão de euros.

A empresa divulgou um prejuízo atribuível aos acionistas de 0,79 euro por ação. Os analistas esperavam uma perda de 0,35 euro por ação.

Acompanhe tudo sobre:AppsMúsicaSpotify

Mais de Negócios

Os desafios da evolução dos custos no sistema de saúde suplementar (e a luz no fim do túnel)

Por que essa empresa de energia está investindo mais de R$ 500 milhões em startups

Vai importar algo para sua empresa? Essa fintech quer ajudar — e captou R$ 180 milhões para isso

A Simple Organic quer crescer nas farmácias com preços competitivos — e conta com a Hypera para isso

Mais na Exame