Procon obriga T4F a suspender venda de ingressos do show da Madonna

Empresa também foi autuada e pode pagar multa de até 6,5 milhões de reais

São Paulo - O Procon-SP suspendeu a venda de ingressos para show da Madonna em São Paulo, no Estádio do Morumbi. A medida, que valerá a partir da meia-noite da próxima segunda, só será revogada quando a Time for Fun (T4F) corrigir as irregularidades na comercialização dos bilhetes. A empresa também foi autuada e poderá pagar multa de até 6,5 milhões de reais. 

Na tarde de ontem, o Procon já havia determinado que a T4F deixasse de cobrar a taxa de conveniência sobre o preço da entrada. A ideia é que não haveria justificativa para o acréscimo, já que o consumidor não teria benefício algum em comprar o bilhete pela internet ou telefone e ainda pagar pela entrega do ticket. A realização de pré-venda também foi considerada discriminatória pelo órgão de defesa do consumidor. 

Em nota enviada à imprensa, a T4F afirmou que essa é uma "decisão administrativa e unilateral do Procon-SP, que será impugnada pelos meios legais cabíveis". 

Problemas

De 2001 até agora, a companhia já foi autuada mais de 20 vezes pelo órgão. Um dos episódios mais emblemáticos foi a venda de ingressos para o show do U2, que aconteceu em 2011. 

Depois de registrarem uma série de reclamações dos consumidores, os fiscais da fundação acusaram a falta de informações corretas no site da empresa e a restrição à venda de meia-entrada.

Impacto 

Agora, a suspensão das vendas para o show da Madonna, marcado para dezembro, pode mexer com os papéis da companhia, negociada na bolsa desde abril do ano passado. Afinal, o quilate dos artistas que traz para o país - e a bem-sucedida promoção dos seus espetáculos - está entre seus principais ativos.

Em relatório de março, o analista Carlos Sequeira, do BTG Pactual, afirmou que 2012 seria um ano recorde para a T4F em função da vinda de cantoras pop como Lady Gaga e Madonna. A renovação do contrato com o Cirque du Soleil até 2015 também teria contribuído para o otimismo da previsão. 

Neste mês, a empresa foi responsável pela apresentação do ex-vocalista do Pink Floyd Roger Waters no país. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também