Noble arrecada menos que o esperado com venda de unidade à Vitol

Noble recebeu 400 milhões de dólares com a venda da Noble Americas Corp, ante expectativa de 1,42 bilhão de dólares pela unidade

Londres - A trading de commodities Noble Group completou a venda de seu negócio de petróleo focado nos Estados Unidos para a Vitol, maior negociadora de petróleo do mundo, mas a arrecadação líquida da companhia com o negócio ficou abaixo do anteriormente estimado, disse a empresa nesta segunda-feira.

Em um comunicado, a Noble estimou em 400 milhões de dólares a arrecadação total com a venda da Noble Americas Corp (NAC) para a Vitol.

Em outubro, a Noble, com sede em Hong Kong, disse que a transação deveria envolver 1,42 bilhão de dólares e render cerca de 580 milhões líquidos após o pagamento de dívidas.

A Noble disse que o menor retorno da venda deve-se "principalmente a perdas operacionais na NAC entre 1º de outubro de 2017 e a data de fechamento (da operação)".

A companhia, listada em Cingapura e com valor de mercado de 6 bilhões de dólares no início de fevereiro de 2015, tem passado por uma crise desde que a Iceberg Research questionou seus métodos contábeis, ainda naquele mês.

No ano passado, um especialista em reestruturações, Paulo Brough, foi nomeado como presidente do conselho da empresa e disse que estava tomando medidas para evitar a insolvência.

A Noble também tem fechado o que resta de suas operações globais de negociação de petróleo, voltando às origens e focando em suas operações de negociação de algumas commodities.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.