Negócios
Acompanhe:

Nextel vende operações México e se fortalece no Brasil

A operação foi anunciada em janeiro deste ano e faz parte de um processo de reestruturação da Nextel na América Latina


	Nextel: a operação faz parte de um processo de reestruturação da Nextel na América Latina
 (Jay Mallin / Bloomberg News)

Nextel: a operação faz parte de um processo de reestruturação da Nextel na América Latina (Jay Mallin / Bloomberg News)

K
Karin Salomão

4 de maio de 2015, 14h58

São Paulo - A venda das operações da Nextel no México, controlada pela NII Holdings, foi concluída por US$ 1,875 bilhão para a AT&T.

A aquisição foi anunciada em janeiro deste ano e faz parte de um processo de reestruturação da Nextel na América Latina, depois que a sua controladora pediu proteção conta falência no ano passado.

Na ocasião, o presidente-executivo da empresa, Steve Shindler, disse ainda que a transação representa uma "oportunidade para redução do risco operacional, entregar valor aos acionistas e dar liquidez que nos permita sair da recuperação judicial com um balanço financeiro saudável".

A NII Holdings, controladora da Nextel na América Latina, pediu proteção contra falência nos Estados Unidos em setembro de 2014, em meio a dificuldades como uma dívida de 5,8 bilhões de dólares e concorrência acirrada no Brasil e no México.

Depois de deduzir o endividamento líquido pendente da Nextel México, a NII recebeu US$ 1,448 bilhão em lucro líquido.

Para a empresa, a “transação foi concluída como um dos esforços de reestruturação mais amplos da dívida da NII”.

Uma parcela do lucro líquido será usada para apoiar as operações da Nextel no Brasil, e o restante será usado para pagar dívidas a credores selecionados.

"Essa venda representa um importante passo na direção de como pretendermos ressurgir da reorganização, como uma empresa mais forte, mais saudável e bem posicionada para competir no mercado brasileiro de serviços de telefonia móvel", afirma o presidente.

A venda também visa financiar o plano de negócios da Nextel no Brasil. Presente no Brasil desde 1997 a Nextel tem aproximadamente 4,5 mil colaboradores no país.

As operações brasileiras respondem por aproximadamente metade da receita do grupo e têm potencial de crescimento.

Em 2015, a Nextel Brasil espera aumentar os investimentos para R$ 1 bilhão, duas vezes mais do que o total aplicado em 2014.

"Esse acordo reforça nossa posição de liquidez, pois podemos perseguir oportunidades de crescimento no Brasil e gerar valor para nossos negócios no longo prazo", afirmou Shindler.

A AT&T planeja combinar a Nextel México com a Iusacell, comprada pela companhia norte-americana em novembro por 1,7 bilhão de dólares.