Neon lança programa de capacitação para empreendedores negros; veja como participar

Até 28 de setembro, empreendedores podem se inscrever em programa para ter acesso a conteúdos e mentorias para acelerar seus negócios
Empreendedorismo: Neon abre inscrições para programa de capacitação para empreendedores (as) negros(as) (pixdeluxe/Getty Images)
Empreendedorismo: Neon abre inscrições para programa de capacitação para empreendedores (as) negros(as) (pixdeluxe/Getty Images)
M
Maria Clara DiasPublicado em 14/09/2022 às 06:05.

A fintech Neon anunciou o lançamento do EmpreteceMEI, seu mais novo programa de capacitação e mentoria para microempreendedores negros.  A partir desta quarta (14), proprietários de pequenos negócios de qualquer região do Brasil podem se inscrever na aceleração.

O objetivo do projeto é apoiar empreendedores que se autodeclaram negros, ajudando na gestão dos negócios e na profissionalização desses empresários.

Assine a EMPREENDA e receba, gratuitamente, uma série de conteúdos que vão te ajudar a impulsionar o seu negócio.

Como vai funcionar o programa

Durante 12 semanas, cerca de 30 empreendedores terão acesso a conteúdos digitais e mentorias online com especialistas do mercado, uma vez por semana. Os encontros serão quinzenais, e terão duração de até duas horas. Entre os principais temas estão:

  • Gestão de Negócios
  • Gestão Financeira
  • Formação de Preço (com foco na precificação de mão de obra e produto)
  • Negociação e Vendas
  • Empréstimo e Financiamento
  • Marketing Digital e Branding

Além das mentorias, a Neon também deve criar uma comunidade formada pelos empreendedores inscritos para fomentar a troca de experiências e conhecimento.

Como participar da aceleração da Neon

Serão selecionados 30 microempreendedores e microempreendedoras negros para a iniciativa. Entre os requisitos estão: ter a partir de 18 anos, um CNPJ de microempreendedor (MEI) ativo e faturamento anual de até R$ 81 mil. Os participantes também devem ter o faturamento como MEI como sua principal fonte de renda.

Os encontros acontecerão a partir de outubro, e os interessados podem realizar a inscrição até 28 de setembro no formulário do EmpreceMEI, no link.

Segundo a Neon, o projeto é uma resposta da fintech para o cenário atual envolvendo o empreendorismo negro no Braisl, duramente afetado pela pandemia. Como base para o projeto, a fintech adotou os dados de uma pesquisa do Sebrae e da Fundação Getúlio Vargars (FGV) que indica que 72% dos empreendedores negros continuam com faturamento inferior aos meses que antecederam a pandemia.

"Sabemos que a pandemia prejudicou inúmeros empreendedores pelo país, mas esse impacto é ainda maior entre a comunidade negra. Além do acesso simples e justo ao serviço financeiro, é importante que o empreendedor tenha em mente como melhor gerenciar e direcionar o rendimento do seu negócio", diz Roberta Valezio, head de Engajamento e Experiência na Neon. "Queremos que empreendedores possam acessar mais ferramentas para fortalecer ainda mais seus negócios nas batalhas do dia a dia".

VEJA TAMBÉM

TruePay, fintech de crédito, agora é Tino e quer se aproximar do pequeno varejo

Startup de ex-Tesla e ex-Rappi chega ao Brasil para levar motos elétricas a entregadores