Melhores e Maiores da EXAME chega a 2021 renovado

A mais tradicional premiação do capitalismo brasileiro avaliará empresas de capital aberto e incluirá indicadores sociais e ambientais

O prêmio Melhores e Maiores da EXAME está de cara nova, sem perder a consistência. A 48ª edição da mais tradicional premiação da economia brasileira levará em conta não só indicadores financeiros e contábeis, mas também boas práticas sociais, ambientais e de governança. Um escopo maior, mais efetivo e mais atual.

O ranking será publicado na edição de outubro deste ano. O objetivo é medir o desempenho individual das empresas, com base em dados públicos – a exemplo das demonstrações contábeis no Diário Oficial dos estados, balanços divulgados em fontes fidedignas (B3 e CVM) e veículos de comunicação idôneos de grande circulação.

O levantamento, sempre seguindo rigorosos critérios de avaliação, oferece um desafio extra: avaliar os dados relativos a 2020, ano que registrou 4,1% de queda do PIB em relação ao ano anterior devido à pandemia do coronavírus.

Se a crise resultante da covid-19 resultou no maior recuo do produto interno bruto desde 1996, também é certo que muitas empresas conseguiram se reinventar por meio de uma série de inovações e de transformação digital. Nosso desafio foi mapear o desempenho empresarial brasileiro nesse cenário ao mesmo tempo turbulento e desafiador, mas cheio de oportunidades.

Nova parceria com o Ibmec

Para a edição de 2021, a Exame contará com uma metodologia exclusiva desenvolvida pelo Ibmec, uma das principais escolas de negócios do Brasil, para avaliar empresas de 20 setores.

Os indicadores que compõem a metodologia evidenciam o fato de que políticas direcionadas ao ESG (práticas ambientais, sociais e de governança) não prejudicam o desempenho econômico-financeiro das corporações. Pelo contrário.

Dessa forma, conforme pontua Ricardo Macedo, professor de Economia do Ibmec-RJ e coordenador técnico da metodologia, o ranking da EXAME também faz uma análise atual sobre o capitalismo brasileiro. “As iniciativas socioambientais e alinhadas ao compliance são imprescindíveis não só para comprovar o compromisso da empresa com a sociedade, mas também para que ela se posicione de forma positiva na bolsa de valores”, explica Macedo.

O coordenador destaca a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial, o ISE B3, cuja finalidade é colaborar para a tomada de decisão assertiva de investidores. “Isso também incentiva as empresas a adotarem boas práticas de sustentabilidade”, explica Macedo.

A metodologia do Ibmec visa ainda ampliar o conceito de maior e melhor. “O quantitativo já não é o suficiente. Nossos indicadores irão incorporar o papel da empresa dentro da sociedade à avaliação, de modo que ele seja colocado em primeiro plano”, destaca.

“Melhores e Maiores sempre foi a premiação mais reconhecida da economia brasileira. Agora, considerando também as ações no âmbito social, ambiental e de governança, conseguimos ter um retrato mais atual e mais fiel das empresas com bons resultados e práticas responsáveis”, afirma Lucas Amorim, diretor de redação da EXAME.

As empresas participantes que sentirem necessidade de retificar informações poderão entrar em contato com a equipe responsável pela captação e exame dos dados por meio do e-mail mmexame@ibmec.edu.br

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.