Acompanhe:

Ranking com melhores cidades para mulheres empreenderem tem apenas uma brasileira; veja qual

Estudo da Dell indica melhores cidades do mundo para mulheres líderes avaliando pilares como capital, talento e tecnologia

Modo escuro

Empreendedorismo feminino: índice indica melhores cidades do mundo para mulheres líderes (Foto/Thinkstock)

Empreendedorismo feminino: índice indica melhores cidades do mundo para mulheres líderes (Foto/Thinkstock)

M
Maria Clara Dias

Publicado em 8 de fevereiro de 2023, 13h00.

A facilidade no acesso a investimentos e a promoção da igualdade de gênero são fatores determinantes para que mulheres possam empreender com mais facilidade. A disposição desses e outros fatores tornam alguns lugares mais promissores ao empreendedorismo feminino, avalia a gigante de tecnologia Dell. Em estudo inédito realizado em parceria com a S&P Global, a empresa avalia as melhores cidades para mulheres empreenderem ao redor do  mundo.

O estudo, chamado de Índice Women Entrepreneur Cities (WE Cities), aponta as cidades mais favoráveis ao empreendedorismo feminino com base no impacto de políticas, programas e características locais. No ranking, São Paulo é a única representante brasileira a figurar na lista global, ocupando a 51ª posição.

Assine a EMPREENDA, a newsletter para quem faz acontecer nas empresas brasileiras

Para a Dell, o conjunto de atribuições capazes de fomentar o empreendedorimo feminino se baseiam em cinco pilares principais, avaliados pelo estudo. São eles:

  • Talento
  • Capital
  • Cultura
  • Tecnologia
  • Mercados

A capital paulista caiu cinco posições em relação ao último índice, publicado em 2019. A motivação para isso está no impacto direto em mais de um dos pilares considerados estratégicos para o empreendedorismo feminino, especialmente após a pandemia. De acordo com a análise, o pilar “Capital”, que mede a frequência e o valor do financiamento recebido por empresas lideradas por mulheres e a proporção de financiamento reebido por empresas femininas frente a empresas masculinas, influenciou no resultado.

São Paulo perdeu posições no ranking devido ao acesso restrito ao dinheiro, número limitado de investidores, falta de grandes empresas de capital de risco e poucas oportunidades de crowdfunding.

Já no pilar de "Talentos", a cidade teve poucos avanços em relação à igualdade de genêro em alguns setores. Mesmo assim, não há muita representatividade de mulheres à frente de grandes associações empresariais e conselhos na cidade, o que pode ser considerado um risco para futuras empreendedoras.

Destaque brasileiro

A presença da capital paulista no ranking indica vantagens para o empreendedorismo local. Entre eles, investimentos recentes em conectividade, com o lançamento do serviço de internet 5G.

Segundo Luciane Dalmolin, Diretora de Vendas para Pequenas Empresas da Dell Technologies no Brasil, algumas medidas que podem ser tomadas para a melhoria do pilar de “Capital”, como a criação de recursos direcionados para mulheres empresárias em diferentes estágios e maturidade empresariais, além do acesso a diversas fontes de capital, incluindo programas de empréstimos, crowdfunding e aceleradoras.

Ela destaca também a "promoção de práticas para reduzir o preconceito de gênero, entre eles fundos especiais para mulheres empresárias e a criação de redes de mulheres investidoras".

As melhores cidades do mundo para mulheres empreendedoras

  1. Londres (Inglaterra)
  2. Nova Iorque (EUA)
  3. Bay Area
  4. Paris (França)
  5. Estocolmo (Suécia)
  6. Chicago (EUA)
  7. Los Angeles (EUA)
  8. Toronto (Canadá)
  9. Sydney (Austrália)
  10. Boston (EUA)
  11. Washington (EUA)
  12. Melbourne (Austrália)
  13. Seattle (EUA)
  14. Wellington
  15. Berlim (Alemanha)
  16. Amsterdã (Holanda)
  17. Copenhagen (Dinamarca)
  18. Auckland
  19. Vancouver (Canadá)
  20. Atlanta (EUA)
  21. Portland (EUA)
  22. Singapura (Malásia)
  23. Dublin (Irlanda)
  24. Austin (EUA)
  25. Miami (EUA)
  26. Barcelona (Espanha)
  27. Minneapolis (EUA)
  28. Taipé (Taiwan)
  29. Hong Kong (China)
  30. Beijin (China)
  31. Houston (EUA)
  32. Warsaw
  33. Pittsburg (EUA)
  34. Belfast (Irlanda do Norte)
  35. Xangai (China)
  36. Munique (Alemanha)
  37. Tel Aviv (Israel)
  38. Milão (Itália)
  39. Kuala Lumpur (Malásia)
  40. Dubai (Emirados Árabes Unidos)
  41. Seul (Coreia do Sul)
  42. Johannesburg (África do Sul)
  43. Nairobi (Quênia)
  44. Hamburgo (Alemanha)
  45. Tóquio (Japão)
  46. Bangalore (Índia)
  47. Montepellier (França)
  48. Mumbai (Índia)
  49. Déli (Índia)
  50. Instambul (Turquia)
  51. São Paulo (Brasil)
  52. Lima (Peru)
  53. Cidade do México (México)
  54. Jacarta (Indonésia)
  55. Guadalajara (México)