Lucro da BMW sobe 18% e supera previsões

O resultado foi impulsionado pelo aumento das vendas

Frankfurt - A montadora alemã BMW teve lucro maior do que o esperado no primeiro trimestre deste ano, impulsionado pelo aumento das vendas, o que deu força para as ações da empresa e colaborou para o tom positivo das bolsas europeias. No entanto, a BMW manteve suas previsões conservadoras para ganhos em 2012 diante do aumento dos investimentos em capacidade de produção e novas tecnologias.

O lucro líquido atribuível aos acionistas subiu 18% no primeiro trimestre, para 1,34 bilhão de euro, enquanto o Ebit cresceu 19%, para 2,13 bilhões de euros. O lucro antes de impostos avançou 22% em comparação com o mesmo período do ano passado, para 2,08 bilhões de euros. Analistas previam queda no lucro em comparação com o primeiro trimestre do ano passado, em razão dos custos de lançamento de novos veículos. A receita subiu 14%, para 18,29 bilhões de euros, ajudada por um aumento de 11% nas vendas, para 425.500 carros - um novo recorde trimestral.

A BMW afirmou que sua margem sobre Ebit para os negócios automotivos neste ano deverá ficar no topo da meta de longo prazo entre 8% e 10%, depois da taxa de 11,8% registrada em 2011, "desde que o clima econômico global não mude para pior". As informações são da Dow Jones.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.