Negócios

Apresentado por KLM

A rota da KLM para transformar viagens em conexões inesquecíveis

Companhia aérea holandesa evolui sua cultura de longa data centrada no cliente em novo posicionamento para se aproximar dos desejos dos passageiros que se planejam para fazer verdadeiras imersões por onde passam

O posicionamento da KLM passa a oferecer uma abertura para que os viajantes contribuam para a companhia aérea atender melhor suas necessidades. (KLM/Divulgação)

O posicionamento da KLM passa a oferecer uma abertura para que os viajantes contribuam para a companhia aérea atender melhor suas necessidades. (KLM/Divulgação)

EXAME Solutions
EXAME Solutions

EXAME Solutions

Publicado em 24 de junho de 2024 às 17h00.

Última atualização em 17 de julho de 2024 às 15h25.

Tudo sobrebranded-content
Saiba mais

Em um novo posicionamento de marca, a companhia aérea KLM lançou recentemente o conceito Travel Well (Viaje Bem), em que toda a sua proposta de valor é pensada com o objetivo de reforçar que viajar é criar conexões importantes com pessoas, lugares e experiências.

Com o Travel Well, a companhia aérea se aproxima ainda mais dos desejos dos passageiros que se planejam para fazer verdadeiras imersões por onde passam, indo muito além de registros fotográficos instantâneos.

“Viajar não só nos ajuda a chegar a novos lugares, mas também nos apresenta a experiências únicas, levando a uma maior inspiração e compreensão”, afirma Barry ter Voert, CXO e EVP Business Development da KLM. “Cada viagem oferece uma oportunidade não só de descontrair, mas também de refletir e enriquecer com os diversos encontros que temos.”

Busca de experiências

Se no passado o que mais contava era ser "bem viajado”, agora o que pauta cada vez mais o planejamento de muitos turistas é o “viajar bem”, buscando pontos de contato com lugares, pessoas e histórias.

Essa mudança de comportamento se torna ainda mais poderosa se olharmos para o crescente desejo global das pessoas de investirem em viagens.

Pesquisa divulgada em fevereiro pela Boston Consulting Group, por exemplo, mostra que 64% dos entrevistados esperavam investir mais nas viagens em 2024. Em 2019, antes da pandemia, 29% das pessoas ouvidas pela consultoria diziam ter a mesma intenção.

Vindo de uma cultura de longa data de cuidado e empatia com o cliente, a KLM está agora intensificando sua missão de criar experiências de viagem mais significativas, memoráveis e agradáveis para todos.

Geração Z

As conclusões da pesquisa da KLM sobre os jovens brasileiros revelam a influência da geração Z na evolução da cultura de viagens. Esta geração valoriza principalmente roteiros significativos que oferecem oportunidades para conexão ou reconexão com seus companheiros ou com os locais dos destinos visitados.

Um destaque é que 28% dos brasileiros da geração Z admitem que o uso excessivo do celular reduz significativamente a qualidade de suas experiências de viagem, não atendendo às expectativas iniciais. Além disso, 40% consideram que visitar as principais atrações turísticas pode diminuir a qualidade de suas viagens, especialmente quando longas filas consomem uma grande parte do tempo.

Mudanças comportamentais também estão sendo observadas entre os jovens da geração Z, em um contexto industrial que revela um aumento na demanda por viagens.

O estudo  em novembro passado mostra que 60% dos viajantes da geração Z têm um forte desejo de rodar pelo mundo. São eles que lideram no desejo de viajar. Ainda segundo a pesquisa da Visa, “por se sentir à vontade em um mundo globalizado e sempre online”, têm buscado novas experiências no exterior. Eles “estão ansiosos para viajar e conhecer lugares distantes à medida que constroem sua vida adulta após o lockdown”.

Este público não apenas toma as próprias decisões, como também é influenciador. Ao todo, 62% dos viajantes da geração Z tomam decisões que afetam não só suas próprias viagens, mas também as férias da família.

O que diz a pesquisa da KLM

A KLM quer tornar as viagens mais significativas para todos, sejam viajantes, sejam habitantes locais, economias ou comunidades. Essas conexões genuínas com os viajantes sempre foram levadas muito a sério pela companhia aérea e, na nova fase, passam a ter um protagonismo ainda maior.

O posicionamento da KLM, além de manter a atenção com a prestação de serviços, passa a oferecer uma abertura para que os viajantes contribuam para a companhia aérea atender melhor suas necessidades, priorizando o significado que cada viagem tem para seus clientes.

Segundo Barry ter Voert, “trata-se de valorizar conexões significativas com destinos, pessoas e experiências. A qualidade, e não a quantidade, define cada viagem. Você sempre volta para a atmosfera pessoal e hospitaleira da KLM.”

Saiba mais sobre a KLM

Fundada em 1919, a companhia aérea holandesa é a mais antiga do mundo ainda a operar com o seu nome original.

O primeiro voo da empresa no Brasil foi há quase 80 anos, em uma rota que contemplava seis cidades, incluindo Rio de Janeiro e São Paulo, e terminava em Buenos Aires. Uma jornada de mais de 24 horas e que tinha apenas 44 passageiros a bordo.

A KLM distribui gratuitamente a seus clientes da World Business Class uma miniatura de porcelana que homenageia lugares icônicos dos Países Baixos e territórios ultramarinos. As “casinhas da KLM" são preenchidas com gin holandês.

Hoje, a malha aérea da KLM contempla voos para 155 destinos, sendo 92 na Europa e 63 intercontinentais.

Acompanhe tudo sobre:branded-content

Mais de Negócios

Após cair 10% em maio, PMEs gaúchas voltam a crescer em junho e começam a se recuperar da enchente

Na febre das corridas de ruas, ele faz R$ 4,5 milhões com corridas em shoppings e até em aeroportos

Metodologia: como o ranking Negócios em Expansão classifica as empresas vencedoras

Cacau Show, Chilli Beans e mais: 10 franquias no modelo de contêiner a partir de R$ 30 mil

Mais na Exame