Klabin vai interromper contrato de celulose acertado com Fibria

O contrato com a Fibria foi acertado em 2015, prevendo fornecimento de um mínimo de 900 mil toneladas de celulose por ano
Fábrica da Klabin: decisão foi informada pela empresa nesta quinta-feira (Marcelo Min/Divulgação)
Fábrica da Klabin: decisão foi informada pela empresa nesta quinta-feira (Marcelo Min/Divulgação)
Por ReutersPublicado em 29/11/2018 13:21 | Última atualização em 29/11/2018 13:21Tempo de Leitura: 1 min de leitura

São Paulo - A Klabin informou nesta quinta-feira que diz que vai interromper contrato de fornecimento de celulose de fibra curta para a rival Fibria, optando por distribuir o insumo produzido em sua fábrica no Paraná de maneira independente no mercado internacional.

O contrato com a Fibria foi acertado em 2015, prevendo fornecimento de um mínimo de 900 mil toneladas de celulose por ano. O acordo tinha prazo de seis anos.

"Muitos compradores de BEKP (celulose de fibra curta) já mantêm relacionamento direto com a Klabin", afirmou a companhia, que além de celulose produz papelão para embalagens.

"A Klabin conta com adequada estrutura comercial, logística (...) e com esse passo firma-se como um fornecedor independente e competitivo também no mercado internacional de BEKP", acrescentou a companhia.