Itália terá que devolver verba da UE para show de Elton John

Comissão Europeia pediu de volta os € 720 mil de fundos porque só libera verba para projetos culturais a longo prazo

Bruxelas - A Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia) anunciou nesta quinta-feira a decisão de reivindicar à Itália a devolução de 720 mil euros procedentes de fundos regionais do bloco que foram usados para organizar o show do artista britânico Elton John na cidade de Nápoles, em 2009.

O Executivo da União Europeia (UE) encaminhou na quinta-feira uma carta aos responsáveis da gestão dos fundos da região ao sul da Itália com cópia ao Ministério da Economia do país.

De acordo com Bruxelas, os projetos culturais podem entrar no âmbito de uso dos fundos de desenvolvimento regional, mas sempre se tratando de investimentos em longo prazo.

Enquanto isso, o show de Elton John é avaliado pela UE como um evento único que não corresponde aos objetivos dos fundos europeus e por isso exige a devolução do dinheiro utilizado.

Segundo explicou o porta-voz, a fórmula habitual para recuperar os fundos é a dedução da quantidade das próximas solicitações para usar esse instrumento do país que infringiu as normas.

O show de Elton John aconteceu em 2009 no marco de um festival mais amplo, que contou com 2,25 milhões de euros de fundos europeus em seu orçamento.

A Comunidade Europeia reivindica a devolução do gasto no recital do cantor britânico.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.