Governo dominicano se dispõe a colaborar com caso Odebrecht

No caso da República Dominicana, o valor desembolsado seria de US$ 92 milhões entre 2001 e 2014 a funcionários e intermediários do governo

Santo Domingo - O ministro administrativo da presidência da República Dominicana, José Ramón Peralta, manifestou nesta sexta-feira a disposição do governo a colaborar com uma eventual investigação sobre propinas que teriam sido pagas pela Odebrecht no país caribenho.

Segundo documentos divulgados na quarta-feira pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a companhia brasileira pagou aproximadamente US$ 788 milhões em subornos em 12 países de América Latina e África.

No caso da República Dominicana, o valor desembolsado seria de US$ 92 milhões entre 2001 e 2014 a funcionários e intermediários do governo e, como resultado, a companhia obteve US$ 163 milhões de lucro em contratos.

O ministro dominicano afirmou que será preciso esperar que essas informações sejam confirmadas oficialmente às autoridades locais, quando então o Ministério Público terá que abrir investigações a respeito.

"Neste caso, o governo, a requerimento, fará tudo o que estiver a seu alcance para colaborar com a devida transparência que lhe caracterizou", disse Peralta em entrevista à imprensa no Palácio Nacional.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também