A capacitação que só é paga após entrada do aluno no mercado de trabalho

Programa tem o objetivo de formar profissionais qualificados nas áreas de vendas, marketing e copywriting
GoCademy: expectativa é de que pelo menos 900 alunos estejam alocados no mercado de trabalho até o fim do ano (Divulgação/Divulgação)
GoCademy: expectativa é de que pelo menos 900 alunos estejam alocados no mercado de trabalho até o fim do ano (Divulgação/Divulgação)
I
Isabela RovarotoPublicado em 31/07/2022 às 15:44.

O G4 Educação, edtech com foco em educação executiva, lançou um novo programa chamado GoCademy que tem como objetivo capacitar e alocar jovens no mercado de trabalho.

Assine a newsletter EMPREENDA, a nova newsletter semanal da EXAME para quem faz acontecer nas empresas brasileiras

O GoCademy é focado em formações de alta demanda, como pré-vendas (SDR), marketing de performance e growth. O aluno capacitado consegue ocupar uma vaga sem necessidade de treinamentos adicionais nas empresas, por já ter desenvolvidos as habilidades necessárias para desempenhar as funções durante a formação.

Os interessados podem adquirir o curso por R$ 1.500, que serão pagos apenas após o aluno ser alocado no mercado e receber seu salário.

Com a formação de três meses concluída, o aluno recebe um certificado e entra no banco de talentos do GoCademy, que mapeia rapidamente oportunidades que tenham sinergia com o perfil dos profissionais. A expectativa é de que o aluno esteja no mercado de trabalho em até 30 dias.

“O GoCademy nasce com esse objetivo de garantir que os negócios encontrem talentos, cresçam e impactem positivamente o país e também gerar oportunidade para jovens, principalmente os em situação de vulnerabilidade, de construírem uma vida profissional de sucesso e transformarem suas histórias”, afirma Tallis Gomes, presidente e fundador do G4 Educação.

Atualmente a capacitação alcançou mais de 1.500 alunos que buscam ampliar o conhecimento e oportunidade nos negócios. Novas turmas são abertas todos os meses. Até o final do ano a expectativa é de que pelo menos 900 alunos estejam alocados no mercado.

Além disso, o GoCademy oferece bolsas de estudo para ONGs parceiras. O programa tem a expectativa de distribuir mais de 600 bolsas em 2022. Atualmente fazem parte da iniciativa as ONG’s Maria, Instituto Roldão, Olhar de Bia, Motirô, Projeto Sertãozinho. A cada aluno alocado, três bolsas são oferecidas.

“A ideia da distribuição das bolsas é que jovens em situação de vulnerabilidade possam impulsionar sua trajetória profissional e garantir condições no mercado de trabalho, com acesso aos melhores mentores e ensino", diz Tallis.

VEJA TAMBÉM:

Como a startup DNA Conteúdo cresceu 47% em 2021 com 'edutainment'

TikTok lança guia para pequenos e médios negócios

Conheça a história da Olga Ri, foodtech de saladas que fatura R$ 21 milhões