Ford e sindicato retomam negociação, mas não chegam a acordo

Os operários da montadora estão em greve desde a última quinta-feira (10) devido à demissão de 200 pessoas na fábrica de São Bernardo do Campo

São Paulo - A Ford e o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC retomaram as negociações nesta segunda-feira. Os operários da montadora estão em greve desde a última quinta-feira (10) devido à demissão de 200 pessoas na fábrica de São Bernardo do Campo.

Após uma reunião de uma hora e meia de duração, nada ficou acordado, segundo Alexandre Colombo, diretor-executivo do sindicato e funcionário da Ford. Uma nova rodada de negociações está marcada para terça-feira (15), a partir das 13h.

De acordo com o sindicato, Ford anunciou os desligamentos depois que se encerrou o prazo para adesão de um PDV (Programa de Demissão Voluntária) na companhia, aberto por dois meses. 

A paralisação acometeu toda a produção durante dois dias (10 e 11). Nesta segunda-feira, ficaram sem operar as áreas de manutenção e ferramentaria.

A Ford tem cerca de 4.300 trabalhadores em São Bernardo do Campo, dos quais 160 estão em lay-off (com contratos suspensos) desde maio e 69 estão afastados por banco de horas.

Procurada, a montadora informou que "retomou as negociações com o sindicato para tratar do excedente da força de trabalho na fábrica de São Bernardo do Campo devido à redução da demanda automotiva". 

Texto atualizado às 20h08.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também