• AALR3 R$ 20,06 1.88
  • AAPL34 R$ 70,18 -4.39
  • ABCB4 R$ 16,60 -1.95
  • ABEV3 R$ 14,20 -3.60
  • AERI3 R$ 3,78 -2.83
  • AESB3 R$ 10,66 -1.39
  • AGRO3 R$ 30,75 -2.81
  • ALPA4 R$ 20,98 -2.37
  • ALSO3 R$ 19,47 -3.23
  • ALUP11 R$ 26,41 0.19
  • AMAR3 R$ 2,38 -2.46
  • AMBP3 R$ 30,90 1.95
  • AMER3 R$ 22,96 -0.26
  • AMZO34 R$ 67,68 -6.44
  • ANIM3 R$ 5,52 -3.33
  • ARZZ3 R$ 82,09 -0.82
  • ASAI3 R$ 15,48 -2.21
  • AZUL4 R$ 21,30 -4.01
  • B3SA3 R$ 11,54 -3.03
  • BBAS3 R$ 35,85 -1.59
  • AALR3 R$ 20,06 1.88
  • AAPL34 R$ 70,18 -4.39
  • ABCB4 R$ 16,60 -1.95
  • ABEV3 R$ 14,20 -3.60
  • AERI3 R$ 3,78 -2.83
  • AESB3 R$ 10,66 -1.39
  • AGRO3 R$ 30,75 -2.81
  • ALPA4 R$ 20,98 -2.37
  • ALSO3 R$ 19,47 -3.23
  • ALUP11 R$ 26,41 0.19
  • AMAR3 R$ 2,38 -2.46
  • AMBP3 R$ 30,90 1.95
  • AMER3 R$ 22,96 -0.26
  • AMZO34 R$ 67,68 -6.44
  • ANIM3 R$ 5,52 -3.33
  • ARZZ3 R$ 82,09 -0.82
  • ASAI3 R$ 15,48 -2.21
  • AZUL4 R$ 21,30 -4.01
  • B3SA3 R$ 11,54 -3.03
  • BBAS3 R$ 35,85 -1.59
Abra sua conta no BTG

EUA autorizam vacina da Johnson & Johnson, que tem dose única

Autorização da FDA ainda é a emergencial e é a terceira a ser aprovada no país, que é o mais afetado pela pandemia
Johnson & Johnson: vacina da J&J se mostrou 66% eficaz na prevenção da covid-19 de diversas variantes (Getty Images/Michael Ciaglo)
Johnson & Johnson: vacina da J&J se mostrou 66% eficaz na prevenção da covid-19 de diversas variantes (Getty Images/Michael Ciaglo)
Por Da redação, com AFPPublicado em 27/02/2021 21:24 | Última atualização em 27/02/2021 21:24Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Os Estados Unidos concederam neste sábado autorização para o uso emergencial em maiores de 18 anos da vacina contra a Covid-19 da Johnson & Johnson, anunciou a Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA).

A vacina, de dose única, é a terceira, após a Pfizer/BioNTech e a Moderna, a ser usada para combater o novo coronavírus no país, o mais atingido pela pandemia, com mais de 500 mil mortos.

Com a aprovação da Food and Drug Administration (FDA), órgão regulador de medicamentos, para uso emergencial da vacina de dose única contra o coronavírus da Johnson & Johnson, os Estados Unidos garantem mais 100 milhões de doses para sua população.

O país norte-americano acompanha outros 87 países que acumulam 509 milhões de doses confirmadas (apesar da maioria ainda não ter feito o registro definitivo ou garantido o uso emergencial). Por enquanto, só a África do Sul iniciou sua campanha de vacinação com a vacina da J&J, que teve início em 17 de fevereiro.

Mais 500 milhões de doses também foram garantidas em um acordo ao Covax, iniciativa da Gavi Alliance, que trabalha com distribuição de vacinas em países em desenvolvimento, em parceria com a Fundação Bill e Melinda Gates e coliderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

O objetivo do Covax é garantir o acesso global às vacinas e fornecer 2 bilhões de doses aos países participantes, sendo 92 nações de renda baixa e média, até o final de 2021. Caso a meta seja alcançada, existe a chance do Brasil receber um número de doses (ainda não especificado) por meio da iniciativa.

Para garantir o suprimento de 500 milhões de vacinas, a Johnson & Johnson encaminhou dados à OMS pedindo a inclusão da sua vacina em uma lista de uso emergencial, pré-requisito para o envio de vacinas para o Covax.

Qual a eficácia da vacina da Johnson & Johnson

A vacina da J&J se mostrou 66% eficaz na prevenção da covid-19 de diversas variantes em um teste global com quase 44 mil pessoas, informou a empresa no mês passado. Sua eficácia variou em cada país onde foi testado: Estados Unidos obteve 72%; enquanto a América Latina teve 66% e a África do Sul 57%, mas, sua eficácia para impedir casos graves da doença foi de 85%.

A vacina da J&J é produzida do mesmo material utilizado no desenvolvimento da vacina do Ebola, que inclui o vírus inativado da gripe comum. Ela pode ser armazenada à temperatura de geladeiras normais, uma grande vantagem competitiva em países com uma infraestrutura de saúde relativamente mais fraca.