EMC terá que pagar US$ 2 bi caso rompa acordo com Dell

O acordo de fusão recorde anunciado na segunda-feira inclui um prazo de 60 dias que permite à EMC solicitar ofertas de outras partes

A EMC disse que pagará à Dell 2 bilhões de dólares se seu acordo de cerca de 67 bilhões de dólares com a terceira maior fabricante mundial de computadores não avançar devido a uma oferta superior antes do dia 2 de dezembro.

O acordo de fusão recorde anunciado na segunda-feira inclui um prazo de 60 dias que permite à EMC solicitar ofertas de outras partes e pagar uma taxa de rompimento para a Dell se o acordo for fechado com outra companhia.

O acordo também requer que a Dell pague à EMC uma taxa de rompimento de 4 bilhões de dólares dentro de circunstâncias especificadas e, em certas instâncias, uma taxa alternativa de 6 bilhões de dólares, disse a EMC em um relatório regulatório. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.